Amores de Verão - Dramione

Tempo estimado de leitura: 27 minutos

    12
    Capítulos:

    Capítulo 5

    Capítulo 5 - Conhecendo seu Vizinho

    Heterossexualidade, Sexo

    Nota da Autora: Oi! Tenho de agradecer os comentários e os favoritos no capítulo anterior. Aqui está mais um capítulo. Espero que possam lê-lo e deixar vossas opiniões. Bjs emoticon

    Hermione acordou com o sol espiando pelas cortinas. Tinha tido uma maravilhosa noite, dormira como um anjo. Se ergueu da cama e se espreguiçou. Saiu da cama e avançou até ao banheiro, onde realizou sua higiene matinal. De seguida, trocou de roupa, escolhendo um biquíni castanho e um vestido tecido leve e estampa colorida.

    Desceu as escadas e se dirigiu para a cozinha, onde preparou umas deliciosas waffles, recheadas de chocolate, acompanhadas por uma xícara de chá de camomila. Comeu, enquanto observava suas redes sociais e enviava mensagens a Ginny e Luna, suas melhores amigas desde os tempos da escola e à sua tia Minerva.

    Da janela da cozinha, tirou uma fotografia do exterior e lhes enviou, mostrando como o dia estava muito ensolarado. Se perguntou se Harry já estaria na praia, aproveitando as ondas. Terminou de comer e lavou a loiça. Estava se preparando para sair, quando tocaram à campainha.

    “E se for Harry?” - Se perguntou, se surpreendendo com um certo agrado. Abriu a porta, vendo um homem maduro, perto dos cinquenta anos. Era ligeiramente mais alto que ela e tinha pele pálida, o que não era normal estando naquele clima. O cabelo negro estava preso, e usava uma camisa verde musgo, umas calças azuis escuras e olho negros como a noite.

    - Bom dia. - Cumprimentou ela – Que o senhor deseja?

    - A senhorita se chama Hermione Granger? - A voz do homem era aveludada, relaxante, mas ela franziu o sobrolho, desconfiada. Se perguntou quem seria aquele estranho que batia à porta e sabia quem ela era?

    - Não se assuste. - Tentou tranquilizá-la. - Meu nome é Severus Snape, sou um amigo de seu tio Albus e sua tia Minerva. Peço perdão por estar a incomodá-la a essa hora da manhã.

    - Ah! Bom dia! - Cumprimentou, um pouco menos desconfiada. Se perguntou porque nunca tinha ouvido falar dele. Teriam-se esquecido?

    - Peço que me desculpe pelo incomodo, mas é que vi gente aqui em casa e decidi telefonar a Albus para perguntar se eles tinham alugado a casa a alguém. E ele me disse que a senhorita estava aqui passando uns dias de férias. Vim somente me apresentar e dizer que moro aqui ao lado. Se precisar de algo...

    - Ah! - Exclamou Hermione, deixando escapar um sorriso – Obrigada pela simpatia. Não preciso de nada.

    - Ainda bem. - Acenou ele, satisfeito – Mas, se algo acontecer, esteja à vontade para me telefonar.

    Retirou de dentro do bolso das calças um cartão com seu nome e número, lhe estendendo. Hermione aceitou, observando os números negros sob o cartão branco. Ficou surpresa ao ver que ele era um advogado em Londres.

    - Obrigada. - Agradeceu, mais uma vez – Bom dia.

    Ele acenou, antes de se afastar e ela continuou na ombreira, seus olhos fixos no cartão. Como é que sua tia nunca tinha mencionado um homem tão interessante como ele. Viu-o entrar em casa e fechou a porta. Correu para a bolsa e retirou seu celular, onde ligou de imediato para sua tia.

    - Alô. - A voz familiar surgiu no outro lado da linha.

    - Oi, tia. - Cumprimentou Hermione, caminhando pela sala em direção à varanda – Como está?

    - Eu estou bem, minha querida. - Respondeu ela, com voz alegre. “Talvez tio Albus tenha preparado uma de suas surpresas” - Pensou Hermione. O marido de sua tia era um pouco extravagante, mas adorável. Não precisava de haver uma data especial, simplesmente Albus chegava a casa com presentes, convites para jantar, viagens marcadas, pequenos mimos que deixavam sua tia cada vez mais apaixonada pelo homem que se tinha casado – E você?

    -Estou ótima, tia. - Respondeu – A casa é linda, a paisagem também. Amei a praia, o mar é límpido. Não me admiro nada que vocês amem vir aqui todos os anos...- Hesitou, antes de continuar - Mas eu lhe telefone por outro assunto.

    Ao escutar o tom sério de sua sobrinha, Minerva ficou logo alerta. Algo tinha acontecido, mas esperava que não fosse nada sério.

    - Que aconteceu, minha querida? - Hermione contou como tinha acabado de conhecer Snape e, no final, perguntou:

    - Como ninguém me falou dele?

    - Sinceramente, nem me lembrei. - Admitiu sua tia - Desde que encontrei seu tio, nunca mais olhei para outros homens. Mas, estou conseguindo ouvir o mar. O tempo por aí está bom?

    - Está maravilhoso, tudo perfeito. - Elogiou Hermione - Agradeço pelo convite e pela casa. Mas agora, quero saber tudo sobre Severus.

    - Oh, minha querida! Não há muito que saber. - Começou Minerva - Severus é professor de Química na Universidade de Oxford e tem cinquenta anos. A mulher dele faleceu há mais de dez anos de câncer e nunca mais arrumou outra companheira. É um homem charmoso e sério, sempre acompanhado por livros. Um cavalheiro.

    - Ele me deixou o cartão dele. - Comentou Hermione. Escutou uma exclamação no outro lado da ligação e Minerva falou, animada:

    - De verdade? Minha querida, se eu fosse você, lhe telefonava.

    - Tia Minerva! - Exclamou ela, chocada com a sugestão de sua tia - Eu vou telefonar para ele com que motivo.

    - Não sei, fale que se machucou e que não sabe onde é a farmácia.

    - Por acaso, - Comentou Hermione, casualmente, embora soubesse que sua tia se iria preocupar - eu me machuquei ontem na praia. Não foi nada de grave - se apressou a tranquilizar sua tia - Fui dar um mergulho no mar e um surfista me acertou com a prancha na perna. Foi só um arranhão, mas ele foi muito gentil comigo. Me ajudou a regressar a terra, tratou de minha ferida e me convidou para tomar um café.

    - E como ele é? - Perguntou sua tia, entusiasmada.

    - Tem a minha idade, embora pareça mais jovem - Começou ela - É muito elegante e bonito. Tem olhos verdes lindos e um cabelo escuro, muito rebelde.

    - Hum... - Comentou, pensativa, sua tia, depois de escutar tudo sobre Harry - Acho que, sendo assim, eu esquecia o homem mais velho e ficaria com o surfista.

    - Tia! - Exclamou Hermione, sentindo seu rosto enrubescer. Sua tia tinha ficado contente quando decidirá expulsar Viktor de sua vida, mas esperava ansiosamente que ela fosse feliz e que arrumasse alguém que a amasse de verdade.

    - Tenho de ir, minha querida. - Informou Minerva - Seu tio decidiu me preparar uma de suas surpresas. A gente vai passar uma semana no Cairo e estamos preparando as malas. O avião parte logo à noite.

    - Que bom, tia! - Exclamou Hermione, feliz por ela - Espero que vocês se divirtam muito. O Egito deve ser lindo!

    Trocaram mais algumas palavras e se despediram. Hermione olhou para o celular, pensando como sua tia era uma sortuda por ter alguém que a amasse tanto como Dumbledore. E desejou ter a mesma sorte que ela.

    Continua....


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!