Amores de Verão - Dramione

Tempo estimado de leitura: 27 minutos

    12
    Capítulos:

    Capítulo 1

    Capítulo 1 - Uma Nova Fase em Sua Vida

    Heterossexualidade, Sexo

    Disclaimer: Os personagens, lugares e citações que forem reconhecidos como sendo da saga de Harry Potter são da prioridade de J. , Scholastic Books, Bloomsbury Publishing, Editora Rocco ou Warner Bros. Entertainment. Nenhum lucro foi auferido pela criação desta fic.

    Nota da Autora: Oi! Mais uma fanfic de Harry Potter e não será muito longa, cerca de 11 capítulos. É como se fosse um conto de verão. Terá Dramione, Snamione e Harmione como casais principais. Hermione saiu de um relacionamento tumultuoso com uma pessoa que só se importava com ela mesma. Mas espera encontrar o amor. Acham que ela irá conseguir?

    Uma boa leitura a todos ^^

    Hermione abriu as janelas da varanda, fazendo entrar uma quente brisa de verão. Deixou que o vento acariciasse seu belo cabelo castanho, que descia em cascata até ao meio de suas costas. Seu estado de espírito era o melhor depois de tudo o que tinha passado. Puxou uma cadeira de baloiço – uma herança de sua falecida avó, um presente que ela amava, mesmo sendo tão antiquada – e se sentou, aproveitando aquela tarde solarenga. Ter deixado Viktor tinha sido o melhor que tinha acontecido em sua vida.

    Na verdade, seu ex-namorado não era uma pessoa ruim, ou cruel. Nunca a ameaçara, nem lhe tocara violentamente. Mas seus modos de artista, seu ar de vítima incompreendida, os gastos avultados em roupa, querendo impressionar os outros e andar na moda, muitas vezes com seu dinheiro, sem mencionar que negligenciava em lhe dar atenção e carinho, que ela tanto ansiava, levaram-na a tomar a drástica decisão de o pôr na rua. E o expulsou de casa, como também de seu coração. Não havia nenhuma mulher que não conhecesse essa dor, quando um plano que se fez com o amor para toda a vida dá errado, deixando ficar apenas o vazio e uma sensação de se ter perdido o que poderia ter sido a chance de sua vida. Mas, na realidade, é que sua situação com Viktor não poderia continuar.

    Não se podia estar com alguém que dizia que amava a gente, mas passar o dia com os olhos fixos e pensamentos em outras mulheres. Que preferia sua imagem em um espelho, ao corpo despido na cama, que dizia que nos amava para a vida toda, mas preferia jantar em casa pois tinha usado o dinheiro de ambos para comprar umas sapatilhas de marca. Não podia aceitar. Como dizia uma das mulheres mais sábias que conhecia, uma mulher de vida, à frente de seu tempo, sua tia Minerva: ”O tempo de escravidão do amor há muito que terminou. As mulheres não podem se deixar mais ser manipuladas ou dominadas pelos caprichos de um homem.” Embora fosse somente vinte anos mais velha que ela, consequência do relacionamento de sua avó Bathilda com um soldado de trinta e poucos anos, Minerva era, praticamente, sua irmã mais velha e tinha herdado do amor de sua avó os olhos claros e o cabelo castanho, que estava quase esbranquiçado pela idade. Hermione pensava em tudo aquilo, enquanto sentia o vento e o odor salgado do mar. Ia-se recordando de pormenores de tudo o que tinha vivido naqueles ultimos tempos e se sentia cada vez mais livre.

    Sentada em frente ao límpido oceano, banhado pela luminosidade do sol e escutando o grasnar das gaivotas – que voavam em círculos até pousarem em segurança na areia fina – aproveitava aquela maravilhosa tarde, sentia que o vento e o odor marinho a purificavam e a preparavam para uma nova etapa em sua vida. Com trinta anos, sabia o que queria. Queria amar e ser amada, nada desses casinhos de verão, uma paixão fulminante que durava poucas semanas ou meses. Nada disso, queria um companheiro para passar o resto de sua vida, sem mentiras, sem negligências. Mas tinha de fazer algo que nunca tinha feito antes na sua vida, tinha de deixar o momento acontecer ao ritmo normal, não forçar nem precipitar nada. Aproveitar ao máximo cada momento, como se fosse o ultimo dia de sua vida.

    Queria aprender o que era o amor, o sentimento puro e sincero. Com seu ex-namorado, só tinha aprendido o ciúme, a paixão arrebatadora que durava pouco, e a obsessão. Aqueles dias de férias que tinha agendado somente para si, tinham sido uma das melhores ideias que tivera. Estava feliz por sua tia Minerva lhe ter emprestado a casa, para que ela tivesse uns dias de descanso e que pudesse – finalmente – tirar Viktor de seus pensamentos. A casa da praia ficava mesmo em frente ao mar, era espaçosa e tinha um belo e cuidado jardim. Tinha sido o marido de Minerva Albus, que tivera a brilhante ideia de comprá-la e remodelá-la, deixando -a como nova. Hermione tinha acabado de chegar de uma longa viagem de carro, arrumando rapidamente seus pertences no quarto de hóspedes. As compras estavam na cozinha, onde esperava preparar bons almoços e jantares, já que nunca tinha tempo para fazê-lo quando estava trabalhando. Era corretora, vendendo ações na Bolsa, e todos os dias tinha de estar atenta a todas as mudanças. Mas agora não, agora estava de férias, e queria aproveitá-las ao máximo. Se levantou da cadeira, sua túnica branca de praia tocando em suas longas pernas. O cabelo solto lhe dava uma sensação de liberdade. Em seu íntimo, algo lhe dizia que aquelas pequenas férias lhe dariam um pouco mais do que descanso. Lhe dariam o começo de uma nova fase em sua vida.

    Continua....


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!