Gêmeos mestiços

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

    l
    Capítulos:

    Capítulo 1

    A chegada

    Ola também sou escritora no social spirit como F5 e Naya chan por um tempo. No outro site tive sempre a ideia de colocar uma irmã para o Trunks, até escrevi uma historia em que o casal Brief tinha mais filhos" a grande familia vegeta" e aparece a menina. Nessa versão seria o mais proximo possivel do anime, porém com o acréscimo dessa personagem e algumas viajadas de minha autoria com inspiração de series,desenhos e filmes que eu vi. Aproveitem e podem mandar sugestões para colocar aqui!

    Ola, meu nome é Trixie, nesse exato momento estamos viajando Trunks e eu na maquina do tempo Hope, criada por nossa mãe Bulma Brief, uma renomada cientista que tentava achar uma solução para o nosso problema com dois androids, que arrasaram nossa cidade. Todos os antigos guerreiros foram mortos em batalha, inclusive nosso pai, Vegeta, o qual nossa mãe quase não fala sobre ele.

    Meu irmão esta muito empolgado e emocionado pois finalmente vai poder vê nosso pai cara a cara, eu para ser sincera não estou tão empolgada assim, segundo alguns relatos de mamãe e do tio Goham , ele era um guerreiro frio e orgulhoso, nem da terra ele é, mas sim um principe de um planeta distante chamado Vegeta Sey, onde seu povo foi totalmente dizimado. Segundo o que ouvi Vegeta San era frio, orgulhoso, prepotente e muitas vezes cruel, afinal foi criado para ser assim pelo lagartão do Freeza e seus lacaios. Então levo comigo as palavras da querida cientista do cabelinho azul " é melhor que não se encha de ilusões " e prefio seguir a risca.

    Chegamos e o que estava acontecendo era do tal lagarto afrontando os guerreiros z, nós dois chegamos com nossas espadas, eu fiquei com uns lacaios e os derrotei com o Galinki Gun os esfarelando no ar e Trunks cuidou de Freeza e seu pai, partindo eles no meio, espirrando sangue e partes deles pra tudo o que é lado.

    Depois de nossa luta os outros vierem nos parabenizar e falar conosco disseram que somos fortes e ficaram maquinando o que nós dois eramos.

    _ Vamos ter que esperar um pouco, Goku vai chegar aqui em tres horas!_ disse Trunks.

    _ Gostariam de beber alguma coisa enquanto isso?_ perguntei de forma educada acionando uma capsula.

    _ Temos refres, chás, cafés, eu pessoalmente recomendo os refrigerantes são uma delícia!_ informa Tk.

    _ Como vocês sabem sobre meu pai?- o pequeno Goham perguntou.

    _ Pedimos desculpas mas..._ comecei.

    Nós não podemos falar!_ tk completou.

    Olhei para o moço esquentando de cabelo em pé, notei que ficou nervoso e começou a berrar.

    _Como não podem falar quem são?! De onde os dois conseguiram seus poderes? E você menina apenas eu uso aquele golpe!_ nos encarou feio e impaciente.

    Eu estremeci por dentro mas mantive a minha face séria costumeira.

    Desculpe Vegeta San! Isso é complicado..._ tentei contornar.

    _ Você se transformou em super saiyajim não é?_ constatou Goham para meu irmão.

    _ Eles não são guerreiros saiyajins, só existimos nós três! E normalmente temos cabelos pretos! Quem vocês são de verdade digam!_ Vegata San exigiu.

    _ Esses coletes tem a logomarca da empresa capsula, vocês são funcionários?_ perguntou mamãe.

    _ Não Bulma San!_ respondi.

    _ E vocês não vão dizer nem seus nomes e idades de vocês?!_ continuou ela.

    Eu só fiquei observando Vegeta San de esguelha algumas vezes.

    _ Sim podemos, nós dois somos irmãos gêmeos e temos 14 para 15 anos! ._ disse Tk.

    Mamãe ficou surpresa com a revelação.

    _ Nossa!_ ela exclamou.

    _ Vocês são tão jovens_ observou Kuririm.

    _ São só dois pirralhos fracotes!_ Vegeta San disse ainda irritado.

    _ Mas que derrrotaram o exercito de Frezza e o próprio Freeza!_ Yamcha cutucou.

    Huuuunf_ rosnou o príncipe dos saiyajins nos fitando mortalmente.

    Gente vamos deixar as crianças em paz, podem ficar constrangidos com tantas perguntas, lembrem que eles nos salvaram e também a Terra!_ mamãe enterveio ao nosso favor enquanto o principe virou de costas com os punhos cerrados.

    Depois de um tempo as coisas se acalmaram, cada um pegou uma das latas que trouxemos. Trunks e eu sentamos em uma rocha, Vegeta San nos olhava intensamente eu podia sentir mesmo de costas, constatei que pelo seu ki agitado ainda estava nervoso com a gente, imagino que não gostou que tivessemos derrotado o Freeza e seus capangas, ele tinha desde sempre uma obsessão em ser o melhor e derrotar Goku San. Mamãe estava certa realmente ele é orgulhoso, rigoroso e frio não acho que gostaria de saber que terá filhos com uma terráquea.

    _ Ele está nos olhando irmão _ falei baixo apenas para o roxinho ouvir.

    Em resposta Miraí Trunks olhou para ele, gente pra quê?! Ele só tomou uma pisa de novo, espero que meu irmãozinho bobinho não se apegue, ele é bastante sentimental, pode se maguar se criar muita espectativa.

    _ Porque está me olhando idiota!!!! Nunca me viu não ó?!_ gritou o principe enfezado e completou_ se realmente fosse um guerreiro saiyajim não me acharia estranho acharia?!_ continuou afrontando.

    Aah me desculpe!_ disse meu maninho sem graça olhando para frente novamente até chegou a ficar rosadinho, como se fosse um garotinho pego numa encrenca.

    _ Esse cara é um pobre coitado! _ disse ele pisoteando pra valer mesmo o meu irmão, que continuou rosadinho com um minimo sorriso e eu nem me dei o trabalho de esboçar muita coisa, achei melhor guardar bem meu coração.

    E a guria desconfiada?! Nem pra falar do seu golpe prestou! Que alias somente eu uso até então!_ ele se dirigiu a mim dessa vez.

    Eu me virei ainda sem expressão, o olhei de cima a baixo e respondi.

    _ Agradeço a opinião Vegeta San! _ disse sarcastica e fria.

    _ Isso foi uma ironia fedelha?!_ ele perguntou arrogante.

    Vegeta San calma_ acudiu meu irmão.

    _ Pense no que quizer!_ dei de ombros.

    _ ta afim de me enfrentar?!_ perguntou ele sorrindo lateralmente.

    Vegeta não..._ disse Kuririm tentando apaziguar.

    Não e você?!_ crispei meus olhos levemente

    Pare com isso !_ pediu Tk me olhando.

    Hunf você pediu!_ informou ele se levantando, não entendi porque, só me dei conta depois de voar por um soco no meu abdômen.

    Vem! Faz alguma coisa!_ exigiu andando até mim e au lá ainda caída.

    Me virei de lado e acertei um chute o fazendo subir pelos ares e parti para mais golpes e ficamos nos bloqueando e gritando no ar enquanto escutava os gritos dos outros para a gente parar.

    Numa velocidade absurda ele me derrubou e prendeu-me no chão! Fiquei sentada sobre os joelhos e presa pelos braços.

    _ Você é fraca e nem mulher ainda é! Se eu quizesse você daria localte em minutos!_ me encarou e me levantou rudemente, encostou o dedo indicador na minha tempora como se fosse uma arma.

    _ Como podes ter lutado com aqueles lacaios e não pudestes me conter?! _ ironizou_ eu poderia ter te matado! Porque se controlou nos golpes?! Achou que eu fosse piedoso?!_ ainda zombando.

    _ Apenas mostrei-te respeito Vegeta San! Sei que es rigoroso quando lutas e encara o oponente sem amolecer, porém sei que não queres destruir-me,do contrário nem ouvirias a minha voz!_ respondi de forma branda sem deixar a modo frio_ e também percebi que se controlou! Embora viesse de forma mais densa do que eu! Como voz mesmo disses-te, se quisse-se, teria me matado_ concluí.

    _ Ótimo, espertinha né?!_ exclamou deslizando a mão no meu cabelo e me apertou o queixo_ tenha cuidado pirralha, não enfrente alguém mais forte sem ter certeza de poder encarar, aprenda a escolher as suas brigas ou podes terminar chorando na saia da sua mãe, menininha insolente! Se tiver sorte! Hahahahahahahahahaha_ finalizou com a uma risada maquiavélica.

    Voltou a sentar e eu voltei para junti de Tk que ficou me analisando e mamãe foi brigar com ele. O que será que nos aguarda a partir daqui?


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!