ANUON 9999

Tempo estimado de leitura: 4 horas

    12
    Capítulos:

    Capítulo 20

    O desespero de Ethan

    Violência

    Um evento traumático irá acontecer a Ethan.

    Depois de Ethan deixar Kaede em sua casa, que ficava no outro lado do quarteirão, o jovem caminhava cautelosamente pelas ruas, olhando a todo instante ao seu redor. Aquela sensação angustiante de que algo estava errado pesava em sua cabeça. Por estar tenso, seus passos já não respondiam como ordenava!l. Tanto que tropeçava em seus próprios pés. Mas logo uma voz com um tom intimidador, embora suave, é ouvido.

    — Ethan... é esse seu nome, não é?

    — QUEM ESTÁ AÍ? - Gritou Ethan, assustado.

    Surge então Spin 0.07, que anteriormente havia conversado com anuon. Ela, próximo a Ethan, o olha nos olhos dizendo:

    — Humano... Não sabe o quanto esperei por esse momento...

    — Uma Anis! O que você quer e quem é você?

    — Bem, vou direto ao assunto... Eu, em primeiro lugar, lhe congratulo por ter essas suas idéias de perdoar os seus inimigos. Isso dignifica sua pessoa e realmente o faz ser diferentes dos outros humanos, mas...

    — Mas o que? Lá vem...

    — Infelizmente terei que dar fim a você.

    — Aposto que foi Piece 1 que mandou, não foi?

    — Você é muito inteligente! E não é nada pessoal... Sou livre para fazer o que quiser...

    — E Então?

    — Tenho favores pendentes a Piece 1 e devo cumprí-los...

    — Você está de brinca, né? Hahaha!

    — Porque está rindo? 

    — Que favores são esses? Matar seres humanos? Por isso estou rindo. É um absurdo.

    — Não pense assim. Kenta pensava assim e agora é você...

    — Kenta? Quem é esse?

    — Um humano como você, mas que pensa ao contrário...

    — Ao contrário?

    — Sim! Você é, como se diz, "nobre" de coração... Mas Kenta pensa como nós.

    — Então ele...

    — Exato! Ele quer que a raça humana suma da façe da Terra.

    — Mas como pode ser? - Disse Ethan, surpreso.

    — Bem, humano... agora tenho uma proposta para você...

    — U-uma proposta?

    — Bem... como o respeito, vou lhe dar dez minutos de vantagem para que corra. Mova essa sua carcaça imunda e tente fugir, ser conseguir...

    — O que? Como ousa?!

    — Eu não sou como Lupa... Eu não busco nada a não ser a descrição de todos vocês. Claro, a seu tempo. No momento, o fim de sua vida é uma prioridade.

    — Você faria isso?

    — Eu estou aqui para isso, Ethan.

    — Porque agora todo mundo quer me matar?

    — Você é uma ameaça. Você pode não ter poder algum, mas suas ideias e palavras são fortes. Nossos irmãos podem ser influenciados por vive e isso desagrada Piece 1, assim como a mim...

    — Mas você não é uma renegada como Anuon e Fhor? Além do mas, você é bela. Não deveria ser envolver com seres da pior espécie como Piece 1.

    — Você é gentil e inteligente, Ethan. Porém eu entendo perfeitamente emoções humanas e como elas podem ser compreendidas. Não sou como Lupa, já avisei. Sou honrada e servirei a Piece 1 até o fim de minhas vidas. E agradeço pelo elogio a minha beleza.

    Ethan, percebendo que não podia fazer muita coisa e entendendo que era mesmo uma situação crítica, tenta dialogar com Spin, dizendo:

    — Spin... você disse ter honra.

    — Sim, porque?

    — Onde está a honra em um ser que, em vez de vir pessoalmente me matar, manda lacaios fazerem o serviço sujo?

    O tom mais forte e provocador que Ethan proferiu a Spin não foi bem recebido pela bela Anis corvo, que diz:

    — Você realmente não tem noção do perigo de suas palavras...

    — Porque?

    — Você só corrobora com o que eu tenho como fato sua raça... Mas esqueça... Ethan... por respeito a você como oponente, se chegar a sua casa nos próximos dez minutos, serei benevolente e deixarei que viva mais um dia... e aproveite ao máximo.

    — Mas Spin... esse é seu nome, não é? Eu não quero lutar contra você.

    — Não perca tempo, Ethan... vc só tem nove minutos agora...

    — Mas Spin...

    — Se não quer lutar, ótimo... vai morrer assim mesmo. E digo mais: Piece 1 me ordenou a eliminar a todos que circulam a você...

    — Como assim? - Ethan parecia entender bem o que ela quis dizer.

    — Espere o tempo passar e verá... E digo-lhe que não será nada agradável... Oito minutos, Ethan...

    Ethan olha para Spin e percebe de que ela está disposta a matá-lo. Com o ocorrido, ele sai em disparada pela noite silenciosa. Já não havia pessoas perambulando pelas ruas. Quase não se ouvia ruídos naquela noite, com exceção dos passos de Ethan, este já em desespero. Seu senso de direção já havia falhado, pos já não sabia para onde ir: estava completamente perdido no escuro. Amedrontado, ele diz:

    — Ah, meu Deus... Eu vou morrer... Eu vou morrer... Ela vai me matar... 

    Corria para onde apontava seu nariz. Já não raciocinava direito. Estava tonto... Havia caído várias vezes, fazendo com que se machucasse nas mãos. E dizia:

    — Anuon... socorro... me ajude... ANUON! SOCORRO!

    Tinha olhado para seu relógio...

    Havia acabado o tempo.

    Ao mesmo tempo...

    Na casa de Ethan, 23:45 am

    Anuon ainda conversava com aquele humano misterioso chamado Kenta. O desespero ficou estampado no rosto da felina, que diz:

    — O QUE DISSE HUMANO?

    — Hehehe... gatinha, é isso mesmo. Ethan vai receber o que merece hoje.

    — SEU INSOLENTE! EU VOU ACABAR COM VOCÊ!

    E Anuon corre em direção a kenta, que diz;

    — Melhor parar gatinha, senão não falarei onde ele está.

    — E ONDE ELE ESTÁ? DIGA!

    — Assim é melhor... até você fica mais bela, sabia? Faria um bom animal de estimação, como Ethan te transformou.

    — Pare de conversa! Me diga onde ele está!

    — Calma gatinha... eu logo direi...

    — Meu nome é Anuon! ME DIGA ONDE ELE ESTÁ AGORA! - Disse Anuon, já mostrando suas garras rubras.

    — Ele está no conjunto Sunzy! Ele e Spin...

    — SPIN? Mas ela...

    — Sim... e você já sabe o que ela quer fazer...

    Anuon olha para Kenta como se fosse desferir um golpe com suas garras, mas ignora totalmente o humano e segue em direção ao local informado por ele.

    Enquanto isso...

    Conjunto Sunzy, 23:46 PM.

    Ethan sequer tinha forças para seguir correndo. Ajoelhado, percebia que era inútil continuar fugindo. Estava longe de toda e Anuon não poderia ajudá-lo.

    — O que vou fazer? Ele já deve estar vindo para cá... Minha mãe... meu pai... morrer aqui... deste jeito...

    E assim que Ethan abaixa sua cabeça para pensar, é golpeado por Spin, que o atinge em um de seus braços. Havia havia feito um corte considerável inclusive. O terror time conta do rapaz.

    —  Sua... sua miserável! PORQUE? PORQUE QUER TANTO FAZER ISSO? - Disse Ethan, se levantando, com uma das mãos sobre a ferida.

    E Spin defere mais um golpe com suas garras, agora atingindo-o em uma das pernas, fazendo com que Ethan caia de joelhos.

    — Por que faz isso comigo? PORQUE?

    Spin, aterrissando na frente de Ethan, recolhe suas longas e belas asas de corvo,  balançando sua cabeça negativamente. Ela diz:

    — Esperava mais de você, humano.

    E Ethan, com o pouco de força que tinha, se levanta e diz:

    — NÃO! EU NÃO VOU MORRER SEM LUTAR! PREPARE-SE!

    Corre em direção a Spin, tentando-lhe acertar um soco. A bela Anis corvo se esquiva facilmente e, olhando mais uma vez para o jovem,  percebeu que Ethan tenta lhe aplicar um chute. Mas é em vão. Era visível a diferença entre os dois. Ethan não podia fazer absolutamente nada para se defender e muito menos atacar. A desigualdade era enorme. Frustrado, o jovem senta-se no chão, talvez reconhecendo de que não há mais nada o que se fazer. Não tinha forças para se levantar. Desolado, tratou de olhar para Spin, que não desviava o olhar um segundo sequer. Mas o rapaz, entendendo o quão fraco era, diz:

    —Que droga... morrer assim... Chega a ser engraçado...

    — Tenho que reconhecer que foi corajoso em tentar me acertar... Você é realmente especial, como Lupa disse. Piece 1 tinha razão: você é perigoso.

    — Perigoso... eu?

    — Você e Shidoshi foram os únicos humanos de que Piece 1 temeu.

    — Que honra...

    — Bem, Ethan... esse é seu fim...

    — Se você soubesse o quanto ouvi coisa parecida... nestes últimos dias... Talvez até poderíamos ser amigos

    — Até perto da morte você não se entrega... Farei rápido, humano. Riviera não o espera. Que queime no mar de fogo do Abismo!  

    E Spin corre em direção a Ethan para aplicar-lhe o golpe final, mirando seu pescoço. Ao fundo, Anuon consegue ver o que está acontecendo e, deseperada, corre como nunca correu para salvar Ethan!

    — ETHAN! NÃO, SPIN!

    — Anuon... Anuon... Você... 

    E assim que Spin iria matar Ethan, um tipo de portal aparece entre os dois. Dele uma voz distorcida diz:

    — Está bom por hoje, Spin... Ele agora sabe que não pode fazer nada para nos impedir. Já consegui o que queria.

    — Sim, eu entendo... - Disse Spin, retraindo suas asas.

    — Entre no portal. Vamos embora...

    — Sim, já estou indo.

    Anuon somente observa, perplexa com o ocorrido. Ethan, ainda caído, observa para o portal e diz:

    — Por que tudo isso?

    — Queria humilhá-lo... mostrar a vocês de que não pode mudar o que pretendemos fazer. Não há razão de matá-lo agora. Quero que veja tudo que iremos fazer para que no fim você encontre o Abismo.

    — Seu desgraçado... Como...

    — Simples humano... você já causou muitos problemas. Agora sabe de que somos capazes. Não somos somente animais sedentos por vingança. Queremos mostrar que somos superiores, que devemos assumir este planeta por completo. Quero que viva o suficiente para ver o extermínio de todos os humanos... e depois será o próximo. Riviera não o aguarda.

    — Mas... 

    E Spin, ao entrar no portal,  some junto aquela figura misteriosa com voz distorcida. Anuon então olhou para Ethan e, chegando perto dele, diz:

    — Ethan... era ele...

    — Quem?

    — PIECE 1!

    Continua...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!