Dance Comigo

Tempo estimado de leitura: 3 horas

    18
    Capítulos:

    Capítulo 16

    Lágrimas e chocolate

    Álcool, Hentai, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo

    Estava sentada na cama olhando a vista pela janela. Apesar de tudo ela sabia que eles tinham razão, estava sendo uma covarde. Em qualquer lugar que fosse poderiam pensar mal dela por dançar daquela forma...mas se fosse uma profissional, tudo seria diferente.

    –Princesa. Saito se sentou ao seu lado e passou a mão pelos cabelos rosados, se aproximou quase encostando os lábios de seu ouvido e sussurrou: –Saiba que tenho muito orgulho de você.

    Sakura fechou os olhos e sorriu levemente.

    Antes de se retirar do aposento deu mais um beijo na cabeça da filha.

    Mesmo diante daquela situação todos a apoiavam e mesmo Tsunade e Kurenai a forçando, ambas somente se preocupavam com ela.

    Era melhor ir dormir, no dia seguinte teria que agüentar os comentários que ouviria a seu respeito.

    Hinata andava alegremente pelos corredores da escola, naquele dia chegou mais cedo pois marcara de encontrar Naruto para continuarem estudando. Caminhava apressada para a biblioteca que naquele horário deveria estar vazia. A bibliotecária se encontrava em seu lugar e sorriu quando a viu menina que lhe desejou bom dia. Assim que deixou sua mochila sobre uma mesa qualquer foi até uma estante mais afastada onde se encontravam alguns livros que poderiam ajudar o loiro, infelizmente o mesmo ainda não havia chegado.

    Se pôs nas pontas dos pés para alcançar um exemplar na parte mais alta da prateleira, assim que retirou o livro pode ver uma cabeleira aloirada do outro lado. Conhecia muito bem aquele cabelo, o reconheceria em qualquer lugar, afinal observava-a todos os dias havia 3 anos, desde quando se encantara pelo Uzumaki.

    Decidiu dar a volta e surpreender Naruto, estava feliz por ele ter chegado na hora e cumprido o combinado, sabia que ele não gostava de estudar e fazia aquilo somente para ajudá-lo, mas assim que deu a volta seus olhos viram algo que destruiu seu coração.

    Naruto estava de costas pra ela segurando a cabeça ruiva de uma garota que se encontrava ajoelhada em sua frente, visivelmente fazendo sexo oral no loiro. Ele mordia os lábios e respirava de forma ofegante, provavelmente para não deixar escapar nenhuma gemido.

    No mesmo instante os olhos acinzentados se nublaram e o livro que estava em seus braços escorregou para o chão. Se assustando a garota parou o que fazia, Naruto se virou para trás fechando o zíper da calça e encontrando somente os vestígios da cabeleira negro azulada da Hyuuga.

    –Hinata! Chamou indo atrás da garota.

    –Naruto! Chamou Tayuya, sendo ignorada pelo mesmo e repreendida pela bibliotecária.

    Chegou na escola ignorando qualquer comentário sobre sua pessoa, passou reto por qualquer um e foi diretamente para sala. Chegando lá não olhou pra ninguém, mesmo notando algumas risadas e comentários maldosos sobre si. Sentou-se e pegou um livro dentro da mochila pondo-se a ler e ignorando qualquer ser vivo ao seu redor. Somente o guardou quando o professor Kakashi chegou pronto para começar a aula.

    Ela não tinha ido pra sala. Sentia-se mal pelo que acontecera e estava mais distraído do que o normal, toda hora olhava para porta e para a carteira vazia da Hyuuga.

    Era uma das poucas vezes em que podia se ver o Uchiha prestando atenção na aula. Nem um minuto sequer olhou para onde a cerejeira estava sentada, estava certa, não precisaria mais dela, pra nada.

    –Hina, não fica assim, você sabe como o Naruto é!

    A Hyuuga se encontrava no banheiro feminino com Tenten, que assim que viu a amiga passar como um foguete pra lá tratou de ir atrás.

    –P-Porque te-temos que gostar de g-garotos como eles?

    A Mitsashi abraçou mais uma vez a Hyuuga.

    –Eu não sei, mas eles não merecem nossas lágrimas

    Esperou todos saírem da sala pra somente depois ir para o intervalo. Pegou sua barra de chocolate diária e ligou o celular para ouvir suas musicas.

    Antes de ir para seu local sagrado parou no bebedouro. Depois de refrescar levantou-se limpado os lábios, quando se virou deu de cara com ele.

    –Olá.

    Disse com os lábios bem próximos aos seus.

    A fúria dentro de Sakura começou a crescer.

    –Saia de perto de mim! E o empurrou saindo logo em seguida.

    –Nossa, não sabia que era tão nervosinha!

    Claro que ele não desistiria, enquanto ela caminhava ele correu para seu lado.

    –Você não tem nada melhor pra fazer?

    –Eu tinha, mas você bebeu água muito rápido hoje...

    Ele sorriu e ela parou de andar. Respirou fundo contendo a raiva.

    –Escuta aqui seu...

    –Suigetsu, Hozuki Suigetsu.

    –Seja lá quem for, eu não te dei intimidades.

    Ele sorria, parecia nem ligar para o que dizia.

    Sakura girou os olhos e voltou a caminhar.

    –Achei que iria me agradecer pelo show que demos ontem.

    Ele caminhava atrás dela calmamente.

    –Não devia ter me deixado levar daquela forma... disse mais para si do que para ele, fato que o rapaz não deixou passar despercebido.

    Ele segurou seu braço e a virou para si.

    –Então você admite que gostou?

    –Se quer que eu diga que você dança bem, tudo bem eu admito, você dança muito bem. Satisfeito?

    –Por hora sim. Disse soltando seu braço. –Nos vemos por aí, boneca.

    Ele sorriu e deu meia volta, Sakura apenas suspirou...era cada figura que aparecia pra ela!

    –Não sei porque se importa tanto, conhece o Naruto, sabe que ele é mulherengo como todos os outros!

    –Eu sei Ino..

    –E também você queria o que? Não faz nada pra chamar a atenção dele, a Tayuya é que é esperta e já garantiu seu lugar, garanto que o Naruto se lembra dela frequentemente...

    Hinata não conseguiu terminar de ouvir o que Ino dizia, se levantou apressada da mesa que dividiam todos os dias e saiu dali.

    –Você não sabe controlar essa boca Ino? Tenten se levantou nervosa.

    –Só estou dizendo a verdade! Aposto que se fosse ela o chupando, ele começaria a prestar atenção nela.

    –Pois você chupa meia escola e mesmo assim continua solteira!

    Tenten saiu pisando duro e indo atrás da amiga.

    Ino se sentiu incomodada pelas palavras da Mitsashi, mas teve sua atenção chamada por Temari.

    –Ué, cadê todo mundo?

    –Hinata não está muito bem e Tenten foi atrás dela.

    –Hum, tudo bem. Bom, deixa eu te contar as novidades...

    –O que foi Naruto, perdeu alguma coisa naquela mesa?

    Assim que Shikamaru se juntou aos amigos notou como estranhamente o loiro estava quieto e distraído olhando pra mesa das garotas.

    –Hum? Não. Do que estavam falando mesmo? E pegou o ultimo pedaço do sanduíche de Gaara que o xingou de todas as formas possíveis.

    –Desculpe, não sabia que tinha gente aqui. Disse tentando secar as pequenas lágrimas dos cantos dos olhos.

    Desejava ficar sozinha, as palavras de Ino a magoaram profundamente.

    –Ah, tudo bem, tem espaço pra mais um.

    Sakura deu espaço para Hinata se sentar sobre a enorme cerejeira.

    Por um momento a morena hesitou, fato que a cerejeira notou, pelo visto Hinata não queria ser vista com ela.

    –O-obrigada. E se sentou ao lado da rosada que acabou se surpreendendo com o ato.

    Não disseram mais nada. Sakura escutava sua musica pelos fones distraidamente, percebeu as lagrimas que a Hyuuga tentava esconder mais resolveu não se intrometer, afinal elas somente eram colegas de classe. Mas quando Hinata não conseguiu mais se conter a rosada se pronunciou.

    –Chocolate?

    Estendeu a mão para o lado oferecendo um pedaço da barra que trouxera.

    Hinata se assustou levemente, não esperava aquele ato da rosada.

    –N-Não, obrigada.

    Tentava limpar seu rosto desajeitadamente.

    –O melhor remédio pra lágrimas é chocolate.

    Sakura ainda mantinha o braço estendido para Hinata. Então a mesma pegou a barra da mão da rosada e partiu um pedaço, devolvendo-a a garota logo em seguida.

    –Obrigada. Disse e mordeu um pedaço.

    –Por nada.

    Sakura também pegou um pedaço e começou a comer.

    Enquanto comiam em silencio uma bola caiu próxima as duas, um garoto chegou correndo e a pegou. Olhou para Sakura encostada na arvore e sorriu zombeteiro.

    –Olha, a pés de plumas! Que tal uma dança particular mais tarde, eu posso te mostrar algumas coisas...

    –Que tal eu meter o meu pé na sua cara?!

    O garoto fechou o cenho e voltou para a companhia dos amigos.

    Sakura suspirou, já estavam pensando que ela era uma qualquer...

    –Sinto muito. Ouviu Hinata dizer.

    –Não sinta, eu já esperava por isso.

    Se levantou limpando as roupas.

    –Sua dança foi linda...

    A rosada olhou para a morena ainda sentada ao chão, ela não parecia estar zombando.

    –Obrigada.

    Antes de sair, ofereceu mais uma vez o chocolate.

    –Pegue, está precisando mais do eu.

    –Eu não posso aceitar...

    –Não se preocupe, não preciso mais dele, já sou anestesiada.

    A morena pegou o doce e sorriu gentilmente para a rosada. Sakura retribuiu da mesma forma e voltou para a sala antes de todos.

    Depois de procurar pela amiga por todos os cantos, Tenten voltou ao pátio e viu Sakura saindo de debaixo da cerejeira, sendo seguida logo em seguida por Hinata.

    –O que fazia conversando com ela? Perguntou desconfiada.

    –Nada. Mas agora entendo porque ela não se mistura com as pessoas daqui.

    Tenten fez uma cara que não entedia nada do que a amiga dizia.

    Hinata sorriu.

    –Chocolate?

    –Claro!! A Mitsashi pegou o doce da mão da Hyuuga comendo-o apressadamente.

    –Vamos voltar pra sala.

    E ambas caminharam juntas de volta pra ultima aula do dia.

    Tenten não sabia o que Sakura havia feito, mas fosse o que fosse estava agradecida, Hinata não merecia chorar por ninguém.

    CONTINUA...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!