Dance Comigo

Tempo estimado de leitura: 3 horas

    18
    Capítulos:

    Capítulo 12

    A primeira valsa a gente nunca esquece

    Álcool, Hentai, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo

    –Onde esteve ontem a noite?

    Gaara perguntou ao Uchiha que parecia inacreditavelmente avoado aquela manhã.

    –Marquei de encontrar uma garota mas acabou não rolando.

    –A Ino parou de te encher?

    –Finalmente sim.

    –Pensei que iam acabar namorando.

    –Eu, namorar com a Ino? Não viaja Gaara.

    Assim que o sinal bateu para o inicio das aulas Sakura adentrou ao local. Se sentia estranha pelo que acontecera na noite anterior e evitava olhar para trás com todas as suas forças, apesar de poder sentir os olhos negros presos a si.

    Depois de algum tempo esperando o professor, uma supervisora foi a sala informar que o professor Asuma havia faltado, a sala inteira comemorou, mas instantes depois foram informados que era para se reunir na quadra pois teriam aulas extras de educação física.

    –Mais dança de mulherzinha... reclamou Naruto.

    –Pensei que tivesse gostado da aula. Disse Gaara

    –Ah, legal foi dançar com a Tayuya, ela é bem quente!

    –Então foi com ela com quem você saiu ontem a noite.

    –Foi. Cara, ela me fez ver estrelas...

    Enquanto conversavam e iam para o vestiário masculino se trocar, Naruto, Sasuke e Gaara puderam ouvir alguns gemidos vindos de dentro do mesmo. Por estarem mais adiantados que os outros alunos, só eles perceberam.

    –Mas que porra é essa?

    Instantes depois viram uma jovem morena sair do lugar ajeitando as roupas, e um Neji sair meio desajeitado ajeitando a calça.

    Gaara segurou o amigo pelo braço e o empurrou de volta ao local.

    –Ficou louco cara, comendo a garota no meio das aulas? Gaara perguntou

    –Ela estava dando sopa...

    Neji se olhou em um espelho que havia no canto ajeitando os cabelos atrás da orelha.

    –Estão todos vindo pra cá, temos aula agora. Vê se disfarça.

    –Com esse cheiro porra no ar fica difícil. Naruto comentou.

    Notando que o Uchiha calado e meio alheio a tudo, Naruto o questionou.

    –Não vai falar nada Teme?

    Sasuke os encarou e depois sorriu com o canto dos lábios.

    –Ela é gostosa?

    Os rapazes começaram a rir enquanto os outros alunos adentravam no local para se trocar.

    Após todos estarem já em seus devidos lugares, Kurenai começou a formar novos pares. Desta vez Gaara fez par com Ino, Sasuke com Kin, a garota que Neji havia acabado de ter relações no banheiro, Sakura fez par com Naruto, Hinata com um garoto de outra sala e Neji fez par com Tenten.

    –Bom, hoje continuaremos com a valsa...

    Boa parte da turma reclamou.

    –Não tem nada mais animado? Reclamou Naruto.

    –Tenha calma senhor Uzumaki, no momento certo você vai perceber como uma simples valsa pode ser a melhor dança do mundo!

    Kurenai olhou para Sakura que sorriu, somente a rosada entenderia o que ela quis dizer com aquelas palavras.

    Sasuke balançou a cabeça, estava aprendendo aquela maldita dança já a semanas e não via nada de especial nela.

    –Bom, rapazes, podem começar a conduzir suas parceiras.

    –Ai! Sakura reclamou em voz baixa.

    –Desculpe.

    Naruto tinha a graça de um javali para dançar, era desajeitado e apertava muito a mão de Sakura, sinal de seu nervosismo. A rosada não desejava chamar atenção para si, errava tudo de propósito mas também não queria sair com escoriações da aula.

    –Se aproxime mais de seu par senhorita Mitsashi. Kurenai chamou a atenção de Tenten.

    –Não posso trocar de par? Perguntou sem olhar para o Hyuuga.

    –Não. Tenho certeza que o senhor Hyuuga é um ótimo dançarino, deixe que ele te leve.

    Tenten bufou assim que a professora saiu de perto deles.

    Neji a puxou mais para si e sussurrou em seu ouvido.

    –Não se preocupe, eu não vou te machucar.

    –Não seria a primeira vez que faz isso. Ela respondeu voltando a se afastar do moreno.

    –Ai! Sakura reclamou de novo.

    –Acho que eu não levo o menor jeito pra isso! Reclamou o loiro.

    Na aula anterior ele até que havia gostado de dançar pois sua parceira parecia ter a mínima noção do que estava fazendo, já a rosada mal mal se mexia, fazendo com os dois quase não saíssem do lugar e quando saíam ela terminava pisoteada.

    Sakura respirou fundo. Se aproximou mais de Naruto e soltando sua mão sussurrou.

    –Tenha calma, respire fundo. Segure a mão de sua parceira como se fosse uma flor que se despedaçasse com o menor toque.

    Naruto estranhou de inicio mas decidiu fazer o que a garota falava. Pegou sua mão com gentileza e suavidade.

    – Quando for dançar a valsa imagine que está indo fazer uma viagem a lua e que gostaria que ela fosse junto com você, que sentisse o que sente, e que ambos pisassem sobre as nuvens.

    Aos poucos o loiro foi começando a deslizar, era estranho aquilo tudo, ela falava e ele fazia, parecia muito simples desse jeito. Naruto começava a guiar a garota que somente o seguia, e passava total confiança ao rapaz.

    –Muito bem senhor Uzumaki.

    Kurenai sorriu para o loiro

    –Você também...Haruno.

    Sakura nada disse a professora, sabia o que ela estava pensando.

    Quando a aula foi finalizada, Sakura se separou de Naruto que a olhou meio encabulado.

    –Obrigado. Disse meio sem jeito.

    –Eu que agradeço, adorei a viagem. Ela sorriu e se afastou indo em direção ao vestiário.

    Neji foi o ultimo a chegar ao local. Não tinha a melhor expressão do mundo.

    –Outro toco da Tenten? Perguntou Sasuke.

    –Aquela garota se acha muito.

    –Mas você ainda é caidinho por ela.

    –Não vou ser mais! E bateu o armário com força colocando a toalha nos ombros e indo em direção aos chuveiros.

    –Como foi dançar com a coisa rosa Narutinho? Gaara chamou atenção de todos para acabar o clima pesado que se instalara ali.

    Sasuke passou a prestar atenção na conversa.

    –Normal.

    –Ela fez alguma coisa com você, não parecia mais um cavalo dançando com ela.

    –Vá a merda ruivo!

    Naruto pegou suas roupas e já banhado começou a se vestir, talvez Sakura não fosse exatamente como eles pensavam que fosse. Cada vez mais ele tinha certeza que as aparências enganam.

    –Eu notei o seu sorrisinho quando entrou Ino, o que foi que o Gaara fez enquanto dançavam?

    –Nada demais. Desconversou a loira.

    –Hum, sei... disse Hinata.

    Estava amarrando seus sapatos de dança distraidamente, era a terceira vez que errava o nó e tinha que começar novamente.

    Enquanto repetia o processo sentada ao chão com sua enorme saia rosa claro, olhava para a pequena janela do lado de fora.

    –A pelo amor de Deus foi só um beijo! E nem foi lá grande coisa!!

    –Falando sozinha?

    Quando olhou para a porta pode ver o Uchiha parado. Estava meio diferente aquele dia, suas roupas eram mais formais e os sapatos de dança brilhavam. Ela soltou um pigarro e rezou internamente para que ele não tivesse ouvido seu comentário.

    Terminou de amarrar seu sapato e se pôs de pé.

    –Só estava pensando alto, e isso não é da sua conta.

    –Nossa, estamos arisca hoje não é?!

    Ele sorriu, não sabia porque sentia essa necessidade de provocar a Haruno, talvez porque ela sempre passava essa imagem de boa menina, meiga e calma, mas na verdade escondia vários segredos dentro de si, e ele desejava poder descobrir cada um deles...

    –Konan não chegou ainda? Desconversou a rosada.

    –Não.

    Sasuke notou que Sakura evitava encará-lo. Devia estar envergonhada pelo beijo que trocaram no dia anterior, mas ela não transparecia isso, transparecia outra coisa...

    –O que foi?

    –Hum?

    –Porque está me olhando desse jeito?

    Sasuke nem notou que encarava a rosada tão descaradamente, decidiu desconversar.

    –Eu vi o que fez com o Naruto hoje...

    –E o que eu fiz com o Naruto hoje? Disse com escárnio.

    –O jeito com que dançaram, eu sei que fez alguma coisa, não adianta negar.

    –Porque, está com ciúmes?

    A pergunta de Sakura foi totalmente zombeteira, mas algo dentro do Uchiha despertou. Somente naquele instante ele havia notado que nunca dançou com ela. A resposta dele a pegou totalmente de surpresa.

    –E se estiver? Que eu saiba você é a minha professora particular.

    O sorriso de deboche da cerejeira se foi .

    Sasuke se aproximou dela e tocou sua cintura. Como se combinado, uma suave musica começou a tocar na sala ao lado, provavelmente era Tsunade ensinando alguém.

    Ela se virou de frente pra ele que já segurava sua mão. Se aproximou mais passando delicadamente a outra mão pelo ombro do Uchiha. Sakura levantou o olhar e encontrou os orbes negros do moreno a encarando. Os primeiros passos começaram suaves e gentis, ele a guiava com sutileza, como se a garota em seus braços fosse feita de vidro...e ela, se deixava levar. Começaram a girar pela pequena sala, e então ele a rodou, ela fechou os olhos e era como se seus pés não tocassem mais o chão.

    Quando os abriu o moreno a puxou mais para si e baixou a cabeça próximo a seus

    cabelos, sentindo o doce aroma de cerejas. Sakura se arrepiou ao sentir a respiração quente dele tão próxima e mordeu os lábios. Quando se afastaram ela fechou os olhos novamente e girou nos braços do moreno delicadamente fazendo sua saia flutuar, depois parou e passou sua perna entre as dele, curvando o corpo pra trás em um belo passo de valsa. Como por instinto ele também se curvou sobre ela e sem ao menos sentir fechou os olhos enquanto seus lábios caminhavam para o pescoço exposto da jovem, segurando sua cintura com um braço e mão com o outro. Sakura tombou a cabeça pras trás e soltou um fino e quase inaudível gemido.

    A musica parou e eles ouviram palmas.

    –Foi lindo!

    A rosada abriu os olhos assustada e perdeu o equilíbrio, mas foi prontamente segurada por Sasuke que ainda não havia a soltado. O olhar de ambos se cruzaram e só foi cortado quando Tsunade falou.

    –Muito bem senhor Uchiha, parece que Sakura lhe ensinou bem.

    Ele pigarreou e ambos se colocaram de pé normalmente.

    Konan e Tsunade estavam na porta encarando os dois, pareciam estar ali a muito tempo. A azulada tinha um terno sorriso nos lábios, já a loira tinha um ar diferente, e

    Sakura o conhecia muito bem.

    –Está atrasada Konan. Disse a rosada passando a mão na saia para assentá-la no lugar.

    –Eu sei, me desculpe, na verdade só passei para dizer que não posso ficar hoje, minha mãe tem um encontro com as amigas e me forçou a ir para...

    Nenhum dos dois prestavam atenção no que a jovem dizia.

    –Tudo bem assim Sakura?

    –Hum?

    –Tudo bem eu vir amanhã e ter uma aula a sós com você?

    –A sim, claro.

    –Bom, então até amanhã. Tchau Sasuke, e parabéns, você foi muito bem!

    O Uchiha nada disse, nem sequer voltou a olhar para a garota ao seu lado.

    –Bom, acho que por hoje já chega não. Vocês foram ótimos, merecem sair mais cedo.

    Tsunade notou o ar estranho entre os dois.

    Sasuke caminhou até suas coisas no canto da sala, as pegou e saiu sem dizer uma palavra.

    –Nem pense nisso! Sakura finalmente falou.

    –Mas eu nem disse nada. Tsunade mantinha o sorrisinho nos lábios.

    –Posso ler seus pensamento daqui.

    –E porque não? Eu sei o que vi hoje aqui, vocês dois...foi incrível, nunca vi você dançar assim antes, nem mesmo com o Sai.

    –Tsunade, o que você viu aqui hoje não vai mais se repetir.

    –E posso saber porque não?

    –Porque não pretendo mais dar aulas ao Uchiha.

    Dizendo isso a rosada pegou suas coisas e saiu pisando duro.

    CONTINUA...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!