Redenção

Tempo estimado de leitura: 2 horas

    18
    Capítulos:

    Capítulo 13

    Eu tenho um coração de elástico

    Álcool, Hentai, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoiler, Violência

    Sasuke nomeou Hiroki como líder da missão. O pequeno ninja havia mostrado talento e hombridade ao longo dos treinamentos, então achou mais do que justo que o próprio ninja de Oto liderasse a empreitada.

    Encontraram o comboio do nobre pouco tempo depois de saírem, e então seguiram viagem.

    Hiroki dividiu a equipe, sendo que dois iam na frente, um junto ao nobre na carruagem e dois atrás.

    Sasuke e Hiroki foram na frente, Midori com o nobre e os outros dois ninjas na retaguarda.

    Como era uma missão diplomática, pararam mais que o necessário devido as necessidades do homem e da filha que ia com ele, além de uns poucos empregados.

    Durante a noite a jovem filha do nobre se aproximou do Uchiha e tentou puxar assunto, então Midori se aproximou e tomou a atenção dele para si falando sobre as estratégias da missão, fazendo a garota ficar deslocada e por fim ir se recolher junto aos seus.

    No dia seguinte chegaram a vila onde seria feita a transação.

    Tudo correu de forma tranquila e o nobre ficou tão satisfeito que quis contratar o grupo por mais um tempo. Hiroki ficou extremamente orgulhoso e animado e pensou em enviar uma mensagem para Oto e aceitar, mas Sasuke o advertiu sobre as responsabilidades de finalizar uma missão e voltar em segurança para casa para entregar o relatório e receber o pagamento.

    O mais jovem pareceu compreender, ainda era muito novo e tinha o coração levemente ingênuo.

    No dia seguinte deixaram o nobre e seu comboio em seu vilarejo que ficava no caminho de retorno ao Som, pararam apenas para dormir aquela noite e se não enrolassem logo estariam de volta a vila.

    Após arrumar a pequena tenta onde passaria a noite, Sasuke esperou que Hiroki distribuísse os turnos de vigia. Percebeu que havia ficado de fora, talvez o ninja mais novo quisesse poupa-lo ou lhe mostrar que conseguia fazer as coisas sozinho, de toda forma não questionou, após comerem ele foi logo se recolher para dormir.

    Era madrugada alta quando sentiu aquela sensação extremamente prazerosa e familiar.

    Sentiu os lábios úmidos tocando sua pele e em resposta seus pelos se arrepiarem.

    Como sentiu falta dela...

    Quando os lábios quentes tocaram seu pescoço suspirou o nome dela

    -Sakura...

    Então abriu os olhos e a consciência de onde estava veio num rompante.

    Foi com espanto que mirou a pessoa sobre si

    -Midori!

    -Posso fingir ser ela ser quiser...

    A voz da kunoichi era baixa e arrastada

    -Você não devia estar aqui!

    Disse segurando nos ombros pequenos a afastando de seu corpo

    Então ela o mirou, tinha um ar soturno e atraente

    -Eu quero você desde o primeiro momento em que te vi.

    O Uchiha se ergueu levemente e balançou a cabeça.

    Céus, aquilo estava mesmo acontecendo?

    -Não vai acontecer nada entre nós dois, quanto antes entender isso, melhor pra você.

    Observou quando ela se sentou no chão e soltou os longos cabelos negros do coque e tendeu a abaixar a alça da blusa fina que vestia

    Sasuke segurou em sua mão a impedindo

    -Por favor, se prosseguir vou ter que reportar e você será cortada do grupo.

    Ela bufou e mordeu os lábios.

    -Porque não? Eu não sou jovem? Não sou bonita?

    -Eu gosto de outra pessoa.

    -O que ela tem que eu não tenho?

    Questionou ríspida

    Sasuke já estava cansado de perpetuar aquela conversa.

    -Simplesmente você não ela, e isso basta.

    Ela ficou parada mais alguns instantes o observando e então se esgueirou para fora da tenda sem mais nada dizer.

    O Uchiha puxou todo o ar que pode e passou a mão pelos cabelos.

    Deitou-se novamente rogando para que o dia não demorasse a nascer para chegarem logo em Oto.

    Ela se manteve afastada durante todo o caminho, coisa que o moreno agradeceu em pensamento. Quando finalmente chegaram a vila, Hiroki dispensou a todos e disse que ia levar o relatorio da missão para Katsuo.

    -Quer que o acompanhe?

    O ninja mais novo mirou o Uchiha de cima abaixo e simplesmente respondeu

    -Posso fazer isso sozinho.

    Sasuke estranhou o tom utilizado pelo mesmo mas não questionou, queria realmente chegar em casa, tomar um banho e descansar.

    Quem sabe finalmente a ninja de cabelos rosados estivesse finalmente livre de tantos afazeres.

    Quando adentrou em casa notou estar sozinho. Pelo horário devia estar agarrada no centro médico, então subiu e tomou um longo banho para retirar a poeira da estrada, desceu e preparou uma refeição leve e após ajeitar a louça subiu para o andar superior.

    Iria descansar um pouco mas acabou que quando abriu os olhos o quarto estava na mais profunda penumbra.

    Olhou para o relógio e viu passar da dez da noite, ela chegaria a qualquer momento. Naquele dia decidiu que não importava se ela estivesse ocupada ou não, a arrastaria para aquele quarto e a amaria até perderem suas forças.

    Se distraiu lendo o relatório que Hiroki havia feito e deixado uma copia com cada um, apesar das palavras simples, estava bem feito.

    Aquele garoto iria longe, constatou o moreno.

    Quando olhou para o relógio mais uma vez já passava da meia noite.

    Desceu e resolveu preparar algo para quando ela chegasse, com certeza estaria cansada e faminta.

    Fez arroz e um ensopado de frutos do mar. Apesar da neve ter dado uma trégua, ainda estava bem frio no Som.

    Quando a comida ficou pronta já passava de uma da manhã.

    Bufou, ela chegaria extremamente tarde.

    Decidiu não esperar e jantou já que a fome falava mais alto, guardou o restante para a rosada e subiu novamente.

    Fez sua higiene e trocou de roupa.

    Ficou deitado na cama perdido em pensamentos para não dizer entediado.

    Quando olhou para o relógio mais uma vez eram duas e meia da manhã.

    Olhou para o teto sentindo uma sensação estranha.

    Algo como um pressagio...

    Se arrepiou e virou para o lado, poucos minutos depois e já estava dormindo.

    Os raios de sol incidiram lentamente pelo cômodo ganhando espaço por espaço até chegar a cama e caminhar para o rosto másculo. Quando ele abriu os olhos percebeu ter passado a noite toda na mesma posição.

    E sozinho. O outro lado da cama permanecia intacto.

    Mas então o leve barulho no andar inferior fez seu coração acelerar.

    Retirou rapidamente os cobertores de sobre o corpo e saiu do aposento logo descendo as escadas.

    Quando a viu estava terminando de retirar a capa e o grosso cachecol que se enrolava em seu pescoço.

    -Sakura.

    Ele disse e finalmente os olhos verdes caíram sobre si.

    Ela o mirou sobre o ultimo degrau da escada e então caminhou, passando direto pelo mesmo e indo até a cozinha.

    Sasuke franziu o cenho sem entender.

    -Está tudo bem?

    Sua voz saiu mais grave do que o normal

    A cerejeira que bebia um copo com água estava de costas pra ele. Após deixar o mesmo sobre a pia ela se virou e foi até a escada.

    Quando ia subir ele a segurou

    Então ela o olho nos olhos.

    -O que você tem? Eu acabei de chegar de uma missão de três dias e não ganho nem bom dia?!

    -Estou cansada, trabalhei a madrugada inteira e só quero descansar um pouco antes de voltar.

    Mas ele não a largou

    -Está estranha...

    A rosada suspirou

    -Estou cansada, agora me deixe ir.

    Ficaram se encarando em silencio por alguns segundos ate que o Uchiha a soltou

    Pode ouvir os passos apressados atrás de si.

    O que foi aquilo?

    O que estava acontecendo com eles afinal?

    Virou-se rapidamente e voltou para o aposento.

    Ela estava soltando os cabelos do rabo alto que usava.

    -O que está acontecendo?

    Achou que ela ignorar ou até mesmo desconversar, mas não foi o que aconteceu.

    -Me diga você.

    Respondeu já se virando para o encarar

    O Uchiha ergueu uma sobrancelha sem entender

    -O que eu devo te dizer?

    Ela deu dois passos em sua direção e baixou o olhar para um ponto em seu pescoço

    Soltou uma risada pelo nariz e levantou a sobrancelha rosada como seus cabelos.

    -O que é isso no seu pescoço?

    O moreno se surpreendeu com a pergunta.

    -No meu pescoço?

    -É Sasuke, no seu pescoço.

    Então o moreno foi até o banheiro e se olhou no espelho buscando qualquer coisa diferente onde a Haruno dizia

    Então viu, havia uma pequena marca ali, vermelha, próxima a clavícula...

    Midori...

    O Uchiha fechou os olhos balançando a cabeça.

    Como não percebeu aquilo? O cansaço com certeza fez com que deixasse aquilo passar...isso e a falta de habito de ficar se admirando no espelho.

    Quando voltou para o quarto ela já estava de sutiã e desabotoando a calça comprida que vestia devido ao frio.

    -Sabe, as noticias aqui realmente correm bem rápido.   Sakura começou -Foi estranho ouvir que o Uchiha estava de caso com a única Kunoichi mulher da vila, e bem em meio a missão.

    Sentiu seu sangue gelar

    Se adiantou ate a figura da rosada e disse mais desesperado do que seu usual

    -Eu nunca tive um caso com a Midori!

    A cerejeira o encarava, então abaixou a cabeça retirando a peça e voltou a se erguer capturando o olhar cor de ônix.

    -Eu sei.

    Respondeu passando por ele e indo em direção ao banheiro.

    -Você sabe?! Então porque está agindo assim?

    Ele a seguiu até o banheiro.

    -Porque depois de todos esses anos você é incapaz de afastar esse tipo de mulher.

    O Uchiha ficou mudo enquanto a observava abrir o registro do chuveiro.

    A rosada sentiu a temperatura da água e depois girou o encarando

    -Eu não vou me preocupar em ficar espantando mulheres que possam pular em você. Eu não sou assim. Você tem que aprender a fazer isso sozinho.

    Ele estava tão absorto e indignado com o que ela dizia que ficou sem fala.

    Sakura retirou suas peças intimas e adentrou debaixo do chuveiro.

    Então Sasuke deu um passo e adentrou no box sentindo a água o atingir de imediato.

    -Você acha que faço de propósito...que não sou capaz de evitar que algumas mulheres se ofereçam pra cima de mim!

    Afirmou

    -Exatamente.

    Ele apertou os dedos com força e estreitou os olhos

    -Como você...

    Mas ela o interrompeu

    -Porque tem um chupão no seu pescoço?

    Ele mordeu o lábio inferior

    -...ninguém sai dando chupões de graça por aí. Se ela se aproximou foi porque você deu abertura, não deixou as coisas claras desde o início.

    -Sou tão suscetível assim...

    -E ingênuo.

    A rosada completou para ele

    Sorriu sorrateiramente e levou os lábios para o ouvido do Uchiha

    -Como um virgem.

    A Haruno se afastou apenas para ver a expressão de espanto do rosto do moreno

    -E por isso elas se aproveitam...uma até conseguiu se casar com você.

    Então ele olhou para baixo fazendo a água quente escorrer por seu pescoço.

    Balançou a cabeça.

    -Você ainda fala como uma Yuwaku.

    -Talvez eu ainda seja.

    Ele ergueu sutilmente o olhar

    -Não brinque com isso

    -Aquilo sempre vai fazer parte de mim de alguma forma...

    Segurou o rosto dele e o ergueu

    -Já você... tem um fraco por garotas que precisam ser protegidas.

    -Eu não ligo pra outras garotas.

    -Mas elas ligam pra você! O que vai fazer a respeito?

    Sasuke ficou em silencio.

    -Eu sei o que quero.

    Sakura ergueu a cabeça e colou o corpo desnudo ao dele

    -E como e quando quero...

    Então passou a língua pelo lábio inferior do Uchiha dando uma leve mordida em seguida.

    -E você? Sabe mesmo o que quer?

    CONTINUA...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!