A Outra

Tempo estimado de leitura: 4 horas

    18
    Capítulos:

    Capítulo 12

    Me arrastando de volta para você

    Adultério, Hentai, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo

    Assim que sua pélvis tocou a cintura do moreno sentiu uma onda a invadir, pode perceber o volume na região e aquilo aumentou ainda mais seu desejo.

    “Você está com as bochechas coradas?

    Você já teve aquele medo de não poder mudar”

    Ele a beijava com lascívia enquanto a segurava pelas coxas leitosas, sentiu os beijos descerem para seu pescoço e então jogou a cabeça pra trás enquanto ele sentava-se sobre o sofá com ela por cima, os lábios do moreno buscaram o início de seu colo escondido pela camisa social de botões que usava, ela se remexeu sobre seu colo e pode ouvir o gemido baixo do mesmo.

    Então num rompante ele abriu sua blusa de uma vez  arrancando todos os botões e deixando o colo coberto pelo sutiã vermelho exposto, mordeu o lábio posterior quando sentiu a língua quente do Uchiha fazer um rastro do pescoço até o início de seus seios.

    “O tipo que gruda como algo em seus dentes?

    Há algum Ás na sua manga?”

    Arfando ela levou suas pequenas e ágeis mãos até a blusa azul e a subiu, deixando a mostra todo o torso nu do moreno.

    Escorrendo o que sobrou da blusa pelos braços, Sakura se levantou deixando a barriga lisa bem diante de seu rosto, então ele a puxou pra perto e passou a beijar sua barriga enquanto as mãos grandes desabotoavam o cós da calça jeans que a Haruno estava vestindo.

    A abaixou deixando à mostra a fina calcinha também vermelha que fazia conjunto com o sutiã.

    “Você não faz ideia de que é minha obsessão?”

    Como ela podia ir trabalhar usando aquilo por baixo das roupas?!

    Não queria pensar muito, só passar os dedos por entre as pernas da rosada enquanto passava a língua por sua barriga, sentindo toda a umidade que brotava dali mesmo ainda coberta pela fina peça de roupa.

    “Sonhei com você quase todas as noites essa semana

    Quantos segredos você consegue guardar?”

    A rosada mordeu o lábio com o gesto, retirou as sapatilhas com os próprios pés e retirou o restante da calça.

    Ela o encarava como uma felina enquanto o fazia, Deus...tudo nela era tão sensual.

    “Porque existe essa música que encontrei

    Que me faz pensar em você de alguma forma”

    Então se abaixou e se concentrou em abrir a calça do moreno, os cabelos caiam por suas costas como longas cascatas rosadas, ela abriu o suficiente apenas para notar toda a extensão do membro coberto pela roupa de baixo, então ela baixou a cabeça e o beijou ainda coberto pela peça.

    Sasuke arfou e se remexeu no assento...aquilo era...

    Mas ela não parou, levantou o olhar para o moreno e passou a língua por todo o membro  ainda coberto.

    “E eu a coloco para repetir

    Até eu pegar no sono

    Derramando bebidas no meu sofá”

    -Sakura....  ele gemeu.

    Então ela baixou a peça fazendo o pênis saltar para fora, estava úmido e pulsante.

    Mas ela não se concentrou nele, passou a distribuir pequenos beijos em toda região ao redor do mesmo, fazendo o Uchiha morder os lábios.

    “(Será que quero saber)

    Se esse sentimento é recíproco?”

    Então finalmente ela envolveu uma das mãos ao redor do membro pulsante, enquanto subia os beijos da pélvis até a barriga, passando a língua pelo tórax bem trabalhado, sua mão se movimentou da glande até base lentamente.

    Mais um gemido.

    Ela apertou mais o órgão de Sasuke entre os dedos e repetiu o movimento.

    “(Triste por te ver partir)

    Eu meio que esperava que você ficasse”

    Ele não aguentou, lhe tomou os lábios e avançou sobre ela, ambos tombaram sobre o tapete da sala, o Uchiha colocou as pernas da Haruno por sobre os ombros e puxou a calcinha vermelha de encontro a ele, pode ver os cabelos rosados espalhados pelo chão da sala, Sakura respirava pesadamente e a pouca luz que os iluminava vinha da rua e do abajur que ficava na mesinha lateral ao lado do sofá.

    Beijou-lhe os tornozelos, os joelhos, lambeu o interior de suas coxas e então passou os dedos da mão protética pela abertura da rosada.

    Estava ensopada.

    “(Querida, nós dois sabemos)

    Que as noites foram feitas principalmente

    Para dizer coisas que não se pode dizer no dia seguinte”

    Posicionou-se em sua entrada e lambeu os dedos sentindo o gosto do desejo da Haruno.

    Então a preencheu de uma vez só.

    E ela o recebeu com um gemido alto e profundo.

    “Me arrastando de volta para você”

    Então começou a estoca-la.

    E a cada investida podia ouvir os deliciosos sons que vinham dos lábios da cerejeira.

    Podia vislumbrar todo aquele corpo, mantinha as pernas longas e alvas abertas sobre seus ombros, então beijou novamente seus tornozelos sentidos seu membro sendo envolvido pela abertura úmida da rosada.

    Pode vê-la de olhos fechados apertando os seios que pulavam acompanhando seus movimentos mas ainda cobertos pelo sutiã vermelho.

    “Já pensou em ligar quando você tomou umas?

    Porque eu sempre penso

    Talvez eu esteja muito ocupado sendo seu para me apaixonar por outra pessoa”

    Se inclinou sobre a rosada que abriu os olhos sentindo a língua do Uchiha invadir sua boca sem parar com as investidas, pode sentir ele entrando mais fundo.

    Mordeu sutilmente o lábio inferior do moreno que suspirava pesadamente, em um rápido movimento, enlaçou mais uma vez suas pernas nas costas do Uchiha, e o empurrou.

    Ela era forte.

    Sentou por sobre ele e continuou com os movimentos.

    “Agora pensei bem sobre isso

    Me arrastando de volta para você”

    Estavam sentados, um de frente para o outro, Sasuke segurava os glúteos firmes de Sakura a ajudando a subir e descer, a rosada abraçada ao pescoço do moreno cavalgava com força.

    O cheiro de sexo dominava o ambiente, o barulho de seus corpos se encontrando e dos gemidos desconexos que soltavam eram os únicos sons que podiam ser ouvidos.

    “Então, você tem coragem?”

    As alças do sutiã da Haruno escorreram por seus braços e Sasuke aproveitou para baixar a peça deixando os pequenos e tentadores seios a mostra.

    Lambia hora um mamilo hora o outro, chupando-os em seguida.

    Sakura aumentou o ritmo da cavalgada.

    Sasuke sentiu seu membro pulsando dentro da Haruno.

    Então ela jogou a cabeça pra trás e em um longo e profundo gemido sentiu sua vagina se contrair.

    “Estive pensando se seu coração ainda está aberto

    E se estiver, quero saber que horas ele fecha”

    Percebeu o corpo da rosada amolecer mas mesmo assim ela não parou os movimentos, ao contrário, abraçou-se a ele e continuou, dessa vez mais rápido, sentiu o contato dos seios em seu tórax, o suor, alguns fios do cabelo cor de rosa grudados pelo rosto da cerejeira e até mesmo em seu próprio.

    Ela gemia em seu ouvido.

    Só pra ele.

    “Se acalme e prepare seus lábios

    Sinto muito interromper, é que apenas estou constantemente à beira

    De tentar te beijar”

    Aquilo era tão erótico..tão gostoso...tão...

    Então sentiu a vagina da Haruno se contrair mais uma vez ao redor de seu pênis, e nesse instante ele não conseguiu se segurar, derramou-se por inteiro dentro dela.

    O Uchiha não era de se expressar muito, durante o ato sexual não era muito diferente, mas ali naquele momento ele não se conteve.

    Deixou sair um alto e profundo gemido de prazer ao satisfazer-se.

    “Mas não sei se você sente o mesmo que eu sinto”

    Então ficaram ali, abraçados na mesma posição por mais alguns segundos.

    Até ela o soltar do abraço e o encarar.

    Respirava pesadamente, tinha os lábios entreabertos e seu busto subia e descia.

    Sasuke a olhava, estava linda, de um jeito que ele nunca imaginaria.

    Tendeu a levar a mão a seu rosto para tirar uma mexa de cabelo que lhe tampava a visão mas então ela se afastou, finalmente desconectando seus sexos.

    Então deixou-se cair deitada sobre o tapete sendo seguida pelo moreno, não diziam nada, apenas o som de suas respirações pesadas era ouvido.

    “Mas poderíamos ficar juntos se você quisesse”

    Olhou para o lado e pode vê-lo de olhos fechados, subiu as alças do sutiã e o colocou no lugar, levantou-se vagarosamente e foi em busca do restante de suas roupas.

    Sabia ser discreta, ser sutil, ganhava a vida assim afinal de contas.

    Após calçar os sapatos, fez novamente o coque nos longos cabelos rosados e após conferir se havia pegado tudo se encaminhou para a porta, desviou do colete no chão e antes de tocar na maçaneta sentiu ganas de olhar para trás, mas não o fez, girou a maçaneta com cuidado e saiu, tendo a certeza que o mesmo continuava de olhos fechados.

    Abriu os olhos ao sentir os finos raios de sol tocarem seu rosto, fechou –os brevemente e voltou a abri-los após perceber que a figura rosada não estava a seu lado.

    Ergueu-se e levantou a calça que usava, a mesma nem havia sido completamente retirada, olhou ao redor buscando algum sinal da cerejeira, nada, ela havia ido embora.

    Como pode dormir tão pesadamente assim?!

    Foi até a cozinha e abriu a geladeira pegando a água, sabia o porquê, nunca antes em toda sua vida havia tido um orgasmo tão intenso, ou até mesmo tido uma relação tão intensa quanto aquela, o desejo foi tanto que nem se preocupou em retirar todas as suas peças de roupa, só queria possui-la, estar dentro dela.

    E o outra, estava relaxado, afinal de contas era Sakura que estava com ele, mesmo que inconscientemente não se sentia tenso perto dela, não como inimigo pelo menos.

    -Oi querido, já de pé essa hora?!

    Perdido em seus pensamentos não havia percebido a entrada da esposa na cozinha, o mesmo se engasgou com a água que tomava.

    -Sasuke-kun, está tudo bem?

    Ela tentou se aproximar mas ele deu um passo pra trás.

    Após recuperar o folego se pronunciou.

    -Você me assustou Akemi.

    A jovem estranhou o comportamento do marido.

    -Você se assustando? Nunca se assusta com nada, está sempre alerta.

    -Achei que chegaria mais tarde.

    O Uchiha desconversou.

    -Disse que ficaria de plantão durante a noite e o dia já amanheceu.

    Ela o observava.

    -O que foi?  Perguntou.

    -Acho que nunca te vi sem camisa na cozinha.

    -Estou indo para o banho.

    Desviando da esposa, ele passou por ela e se encaminhava para a sala para subir para o andar superior, precisava realmente de um banho.

    -Sasuke-kun!

    Ela o chamou interrompendo seu trajeto.

    -O que foi?

    Ele parou na beira da escada sem a encarar.

    -Como foi sua consulta com a Sakura-chan?

    O moreno ficou em silencio por alguns instantes.

    -Foi boa, ela é uma ótima médica.

    Disse.

    -É verdade, ela é a melhor.

    Pode ouvir a jovem completar.

    Então subiu o restante das escadas. Abriu o chuveiro e sentiu as grossas gotas de água caírem por seu rosto e pelo corpo, o que havia feito?!

    Espalmou as mãos nas paredes geladas e baixou a cabeça, olhava para o chão.

    Sabia que não era correto o que tinha feito, mas então, porque não se sentia culpado?

    Comeu algo rapidamente na cozinha e estava prestes a sair para o trabalho quando viu sua esposa com o colete e a blusa azul nas mãos.

    -Acho que você chegou muito cansado ontem, deixou até as roupas espalhadas.  Ela disse em tom humorado.

    Mas o Uchiha não levou com humor.

    Como não podia se sentir culpado? Sua esposa estava com as roupas que usou no dia anterior, as roupas que foram tiradas no momento de sua luxuria, de sua traição...

    Teve ganas de arrancar das mãos dela mas a mesma se adiantou.

    -Vou colocar a roupa para lavar e descansar um pouco, o plantão foi muito puxado. Quer que prepare algo pra você comer no trabalho?

    O moreno pareceu recobrar os sentidos e prestar atenção no que a jovem a sua frente dizia.

    -Não, não precisa.

    -Tudo bem, bom dia no trabalho hoje.

    Ela lhe sorriu.

    Ele se sentiu terrível.

    Não conseguiu se despedir com o costumeiro beijo no topo da cabeça de fios castanhos, apenas passou por ela e saiu porta afora.

    O que aquela maldita Haruno estava fazendo com ele?!

    CONTINUA...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!