NOW

  • Enaile
  • Capitulos 8
  • Gêneros Romance e Novela

Tempo estimado de leitura: 3 horas

    18
    Capítulos:

    Capítulo 2

    2

    Álcool, Drogas, Estupro, Hentai, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência

    Boa leitura!

    Gente muito muito obrigada pelos comentários !

    Toda vez que eu tento responder o comentário de vcs dá erro na página , não sei o que tá acontecendo .

    Não deixe de comentar

    Me insentiva muito ler o que acharam do capítulo e me ajuda a não desistir de postar

    Obrigada !

    Hinata sentia o suor frio escorrer sobre seu pescoço , fitava a lua com os olhos fracos e ao mesmo tempo desesperados ainda que sem movimento , o medo impedia de mais lágrimas saírem . Naruto percebeu que não iria conseguir tirar as roupas da moça tão fácil , assim se levantou o que deu a entender que tinha desistido do ato mas.... infelizmente não .

    A morena levantou o tronco achando que tudo não passava de apenas um susto , logo sentiu o contrário ao ver que o loiro apontava a arma para a mesma , o corpo voltava a tremer da mesma forma que segundos atrás .

    _ Tira você mesma a roupa ! _ Disse o rapaz calmo , não era o tipo de pessoa que se intimidava com facilidade , mas todos temos fraquezas e com ele não era diferente ; vou permitir que pensam um pouco sobre qual seria a fraqueza do loiro , logo a frente volto com esse assunto para detalhar mais sobre . O vento dava um acalmada repentina , como que se negando a continuar naquele local sendo uma testemunha muda _ Olha , se você cooperar , tudo logo vai terminar !

    Hinata apoiou as mãos no joelho para conseguir se levantar , assim que o fez , apontou seus olhos inchados para Naruto , o mesmo sorria com a situação e não demonstrava arrependimento algum .

    _ Você não percebe , que mesmo passem anos , esse momento nunca vai desaparecer da minha vida ! Com essa aparência , ninguém imagina o monstro que você é !

    Naruto sorriu com as palavras ouvidas , fez um sinal negativo com o dedo indicador . O momento era perfeito para reclamar da vida , dos acontecimentos presentes , mas ambos não tentavam espiar o futuro baseando no que acontecia ali , não naquele momento . A mudança tremenda que ocorrera jamais poderia ser imaginada , acredite , mesmo que obvia . " Querida Hinata , devo alertá-la de não será nada fácil para você passar pelos labirintos da vida ! "

    _ Para de drama ! Olha eu já disse antes , se você ajudar , sai viva daqui , ou senão....

    A moça se virou de costas para seu oponente encarando o chão com uma certa frieza , ainda ansiava por qualquer solução, mas nada ali indicava alguma saída pacífica a menos que.... Bom vocês já devem saber . Sim , a única solução seria ceder , com essa aflição a morena perguntou :

    _ Você vai me matar ?

    _ Depende do que você decidir agora !

    A moça se virou , tremendo de nervosismo , retirou o avental todo rasgado sem pensar uma ou duas vezes .

    _ Então acabe logo com isso e me deixe ir embora !

    _ Será um prazer , literalmente !

    Naruto passou a arma para a mão esquerda enquanto ia em direção a sua presa , quatro passos foram suficiente , ainda havia o sorriso cretino nos lábios . Hina retirou a blusa preta que ficava embaixo do avental , a única coisa que cobria seus seios era o sutiã no momento , a concreta certeza ali é de que os tempos mudaram . O loiro jogou para trás o belo cabelo da moça que o impedia de olhar para a linda mulher que se encontrava em sua frente , os movimentos de ambos seguiam em câmera lenta , nesse ritmo Naruto encostou seus lábios gelados no pescoço da morena , assim a mesma se arrepiou de uma forma negativa muito próximo de um calafrio medonho ; O loiro segurou com a mão esquerda a cintura fina da moça , pela primeira vez começava a hesitar em executar algo na sua vida , mas seu corpo manteria essa vontade até o fim . Hinata por sua vez , permanecia com a mente morta e sem pensamentos , como alguém esperando pelo pior .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Sasuke abria a porta de seu apartamento jogando a chave no sofá azul em seguida , a luz se mantém acesa desde a saída do rapaz , suspirava enquanto caminhava até o mini-bar mantendo a expressão de raiva diante das atitudes do amigo . O relógio batia uma e meia da madrugada , mesmo sabendo disso , o telefone insistia em quebrar o silêncio da madrugada , o bichinho não parava de gritar , assim que o rapaz terminou seu copo de vinho branco caminhou até o aparelho gritante . Mas o número ali presente o fez hesitar em atender por um breve momento , uma das ligações mais perturbadoras que poderia receber , o que é meio esperado que o fim de ano havia chegado , Sasuke tirou do gancho dizendo :

    _ O que você quer Itachi ?

    _ Avisá-lo de que estarei ai amanhã , sem falta !

    _ E para que ?

    _ Nosso pai me mandou dirigir os negócios da empresa em Tókio !

    _ CLARO , tinha que ser o filho preferido dele , já era de se esperar..... Modesto você em ! Tinha que ter contado primeiro a mim , pra se sentir um pouco mais não é mesmo ? !

    Itachi bufou do outro lado da linha .

    _ Deixa de ser criança , quando você vai parar com esse ciúme idiota ? mesmo não sendo confiável , nosso pai permitiu que você cuidasse dos negócios presentes ai , só estou indo para ajudá-lo e ten...

    _ JÁ ME AVISOU ! _ Após interromper o irmão , Sasuke desligou tacando o aparelho na parede toda branca , esse era um dos péssimos hábitos que tinha quando falava com Itachi _ Que imbecil esse cara ! Logo agora que eu achei que teria um pouco de férias , eles me inventam outra coisa pra ocupar meu tempo , mas... que merda !

    O rapaz prosseguir em resmungar para as paredes enquanto retirava os tênis , e olha que a parede era uma boa ouvinte , suportava as reclamações mais que os próprios amigos , que segundo eles Sasuke permanecia com o mesmo disco riscado de sempre . O fato é que , mesmo para o rapaz em pleno auge da juventude , o sono ainda era essencial ainda mais agora que as férias estão para segundo plano .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Naruto puxou a moça pela mão esquerda , Hinata não conseguia pensar em reagir , seu cérebro não estava raciocinando normalmente .

    " Um fato bem interessante para vocês pensarem : Não havia balas na arma ! " Tirem suas conclusões ! "

    O loiro parou do lado do carro , abriu a porta de trás deu espaço para que Hinata entrasse , sendo assim ela entrou , em seguida o moço fez o mesmo . O carro no banco de trás é bem espaçoso , a morena permanecia com a cabeça meio baixa e assim que ouviu o bater da porta começou a chorar sem nenhum ruído .

    _ Me deixe ir embora ! _ Sugeriu Hinata , com a voz falhada _ Não faz isso comigo !

    _ Eu vou te deixar ir embora , se você merecer é claro , quando terminarmos !

    _ Então me desmaie , não quero me recordar disso !

    _ Relaxa , você vai gostar !

    _ Eu ODEIO você !!

    _ Não está sendo agradável comigo ! Já lhe disse que a sua vida só depende do que acontecer aqui !

    Naruto puxou o queixo da moça para encará-lo com força , a beijou sem pedir permissão ou alerta , enquanto deixava a arma cair para baixo do banco .

    O rapaz retirou o cinto da calça , permanecia com o beijo no ar , retirou a jaqueta em seguida a camiseta marinha . O lugar não era nada agradável , ainda assim a chuva dava uma visitinha por ali novamente , talvez para checar como andavam as coisas ; O loiro deu espaço para que Hinata se deitasse no banco , me atrevo a dizer que se não fosse algo forçado seria um momento até que perfeito até aquele instante , continuando..... Todas as peças foram retiradas restou apenas o sutiã para contar história , antes de tudo se dar inicio , Naruto fitava o rosto da morena sentindo algumas pontadas jamais sentidas até o presente em toda sua vida , algo tão incomum para o mesmo que isso lhe deu a sensação de que estava ali por algo a mais que apenas sexo . A única luz que batia através do vidro do carro era do poste indeciso de se fica aceso ou não que lhe mencionei antes , o rapaz deslizava os dedos da mão esquerda sobre o rosto pálido da vitima , sentindo pela primeira vez algo como piedade e compaixão .

    Sendo assim Naruto estava decidido em fazer algo diferente , tinha se esquecido de quem era ; Separou as penas da moça que pereciam uma de tão unidas que estavam , colou os dois corpos se aproximando para a beijar , enquanto a mesma permanecia sem reação alguma ; Naruto penetrou sem aviso algum assim fazendo Hinata dar um gemido de dor , a morena fechou os olhos de uma forma que perecia que jamais seriam abertos novamente de tanta força , o loiro tentou calar o medo de Hina selando seus lábios com os dele . Mesmo com movimentos leves a moça queria virar uma " Ninja " para se tele transportar dali o quanto antes , desejou até mesmo receber uma visitinha da morte mais cedo , nada a fazia se acalmar quem sabe talvez perder a memória de tudo isso ainda assim teria os sentimentos ali presente em seu coração ; Hina não havia tido namorados ao ponto de se entregar , e agora um estranho arrogante aparece e ela é forçada a algo que planejava ser especial , como apagar isso ? Como seria sua vida amorosa daqui pra frente ? O que fazer ? .... Naruto passeava com suas mãos gélidas sobre as pernas da moça sem hesitar , as gotas de chuva nos cabelos de ambos se misturavam com o suor um pouco presente , conforme o ritmo aumentava Hina chorava silenciosamente de um forma que nem os suspiros de tristeza eram ouvidos ; A morena não foi capaz de segurar as palavras :

    _ Chega ! Por favor !

    Naruto agora demonstrava a respiração ofegante .

    _ Já estou terminando !

    Agora sim a moça soltava o som de seu choro assim sendo as lágrimas escorriam sobre seu pescoço indo em direção ao banco do carro , já o rapaz aumentava o ritmo de seus movimentos repetitivos ainda mais com a mão esquerda apertando banco como se ele tivesse alguma culpa no cartório , assim que sentiu o fim próximo de seu prazer voltou a se movimentar lentamente ; Quando tudo acabou , saiu da moça tomando de volta a consciência de quem realmente era , empurrou as pernas de Hina para pudesse pegar suas roupas no tapete do carro , sério disse :

    _ Pegue suas roupas e saia ! E para preservar sua vida , não tente procurar ou saber quem sou !

    A morena tampava seus olhos inchados com as mãos , assim que ouviu tais palavras , pegou suas roupas rasgadas e abriu a porta ainda sem vestir nenhuma peça , assim que colocou os dois pés no chão fora do carro caiu por falta de forças pra se manter erguida . Naruto saiu pela outra porta assim entrando na da frente em seguida , Hinata encostou a em que havia saído totalmente sem jeito , começou a tentar vestir ali mesmo suas roupas ; O loiro ligou o veículo , antes de dar partida jogou um bolo de dinheiro pela janela recém aberta , partiu como se nada tivesse acontecido .

    Hina terminava de vestir seus trapos , quando soltou um grito junto com lágrimas salgadas para o chão molhado , assim que o fez sentiu uma pequena quantia de sangue escorrer sobre sua perna direita já que tinha optado por não usar calcinha " Viu , avisei que o nariz não seria o único a sangrar naquela note ! Devo dizer que esse ato será mais explosivo daqui a alguns meses do que no momento "

    Hinata apanhou com dificuldade seus itens e sua bolsa que se encontravam espalhados , começou a andar pois a chuva aumentava cada vez mais , deixando o dinheiro molhado para trás mesmo precisando aquilo era uma prova de sua desgraça e não fazia sentido algum o levar para casa . O caminho todo a chuva acompanhava , as vezes nervosa e as vezes calma , foi um longo caminho da despedida de uma vida de paz e coisas pacíficas na qual não exigia sofrimento para a moça ; Hina seguia seus passos assustada com cada barulho que se ouvia pela rua vazia de almas , levou até o começar do amanhecer para que a morena conseguisse chegar segura em sua residência , o que causou um enorme espanto em Sakura ao ponto da mesma quase trombar para trás por conta do susto com a imagem distorcida da amiga . A rosada arrastou a moça para o sofá ainda seco naquele momento , trouxe uma toalha e um cobertor ambos preto , na medida que a água presente no corpo de Hina passava para os tecidos a mesma chorava em silêncio para o chão ; Sakura secava os cabelos da moça ao mesmo tempo que a confortava com seu abraço sem exigir nenhuma resposta ainda , o que era mais inquietante sem dúvida eram as roupas rasgadas e sugas de barro que emitiam problemas para solucionar , mesmo tentando não tocar no assunto ainda foi inevitável , a rosada perguntou :

    _ O que aconteceu Hina ? Pode me dizer por favor ? ! Passei a noite toda preocupada com você !

    Como todos devem presumir a moça ficou calada sem pronunciar som algum ainda , foi como se a pergunta tivesse sido feita para o pobre do sofá que não consegue responder nem aos pés sujos em cima dele . Hinata começou a ter raciocínio assim que se deu conta de que estava em sua casa , sentia necessidade de mentir para escapar temporariamente da situação mas o problema é que essa mesma mentira iria aprisionar sua vida até o momento certo de tomar a iniciativa de revelar a verdade , tudo se tornara uma grande bola de neve onde nem mesmo se teria justificativa para esconder tais fatos assustadores . Mas não se engane , a grande reviravolta começava a multiplicar as células para se dar inicio a vida , sendo assim o destino já estava lançado para os ares e quaisquer que fossem as decisões a partir dali teriam um grande significado mais para a frente ; Hina via dois caminhos a sua frente para seguir , que apresento agora : O do lado direito , contar tudo o que se passou noite passada e denunciar o cretino para sentir um pouco do gosto da justiça . O do lado esquerdo , ocultar os fatos e inventar algo que mascarasse a verdade , assim não ter de tocar no assunto toda vez que algo a lembrasse . Vejam a frente o que a mesma escolheu :

    _ Fui assaltada , como eu tentei resistir , me bateram !

    Sakura ficou de pé com o rosto visivelmente espantado esperando mais explicações que obviamente não vieram , correu até o quarto para apanhar sua bolsa vermelha o que foi instantâneo , voltou a sala a procura das chaves da porta desajeitada caminhava por todos os lados do cômodo ; Hinata fitava o chão como se não desse sinal de vida , sem se dar conta de que a rosada planejava algo a respeito do ocorrido sem querer saber de sua própria decisão , acontece que a moça se recusava mentalmente em não deixar mais alguém saber de sua desgraça , isso além de devastador seria humilhante algo digno de olhares de pena e repulsa na visão da mesma . Sendo assim ao desperta de seu devaneio , a morena se pronunciou :

    _ O que pretende fazer , Sakura ?

    Mesmo ouvindo a pergunta claramente , a rosada não parou sua procura .

    _ Vou na polícia !

    _ NÃO ! _ O grito da morena ecoou pelo cômodo todo como sendo a proclamação de uma discussão que estava preste a dar início e não terminaria tão cedo como o esperado , Hina se levantou ofegante pois suas forças recém recuperadas pareciam ter se esgotado com o grito inesperado , o dia clareava cada segundo a mais dando as boas vindas com raios atravessando a janela aberta horas atrás .

    _ Como assim não ? !

    _ Pela nossa amizade desde criança , não faça isso comigo !

    _ Você ta maluca ? Olha só pra você , ta toda acabada e cheia de sangue ! Temos que por esses desgraçados na cadeia agora Hinata !

    _ NÃO , NÃO ! Não quero ser humilhada ainda mais , chega !

    Sakura se sentou nos pés da amiga ao ouvir tais palavras , segurando suas mãos com carinho .

    _ Não Hina , eu só quero que paguem pelo que fizeram com você !

    _ Nada vai adiantar , nem mesmo polícia ira resolver os meus problemas agora ! A única coisa que eu preciso no momento é dormir profundamente para tentar esquecer um pouco o que aconteceu ontem , nada nem ninguém vai me tirar do fundo do poço onde que estou agora , somente eu mesma tenho essa chance e não é colocando ainda mais o dedo na ferida que vou conseguir !

    _ Precisamos ao menos tentar Hina ! Você acha que vou conseguir ficar olhando para você assim sem fazer nada ? !

    _ Vai ter que tentar , pelo bem da nossa amizade !

    A morena soltou sem nenhum esforço as mãos da amiga que implorava em seus pés , com uma certa dificuldade seguiu até o banheiro sem olhar para trás uma vez sequer com a convicção de que Sakura não iria desobedecer , o momento era de pressão por todos os lados sendo assim a rosada se calou diante da verdade escondida de Hinata .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Naruto passou o resto da noite em um bar , ainda assim não bebeu muito ficou apenas reparando nos fracassados como ele sem uma vida digna para voltar ou se orgulhar , se deu conta desse fato ainda mais quando estacionou o carro em sua vaga na garagem do prédio onde mora ; Nem uma vez sequer pronuncio um " Bom Dia " para algum morador ou se importou em perguntar o que se passava , mas não era considerado um péssimo inquilino por esses atos pelo contrário pois quase não permanecia em sua residência o que era bom para a maioria das pessoas , o loiro pegou suas correspondências com o sindico no corredor que levava a seu apartamento , seguiu caminho com os papéis em mãos sem olhar para trás permanecia com sua seriedade inabalável .

    O rapaz abriu a porta com certa dificuldade por conta da noite em claro e sendo tomado pela necessidade de se deitar , mas ao se deparar com uma mulher deitada em seu sofá ficou imóvel até que se deu conta de que se tratava de sua própria mãe tirando um cochilo , provavelmente estava a esperar desde a noite anterior pelo filho irresponsável que nem ao menos atende o celular ; Kushina se sentou depois de ouvir o barulho da porta se fechando , esfregou os olhos para dar mais visibilidade em encarar o filho que parecia mais um espantalho de tão assustado que representava , Naruto tomou mais coragem e se aproximou com cautela e passos curtos , assim que sua mãe o encarou séria deu dois passos para trás como prova de defesa .

    _ Onde você tava até agora ? Fiquei te esperando desde de ontem ! Alias , porque não atende essa PORCARIA de celular ?

    _ O que faz aqui , Mãe ?

    Kushina respondeu dando um tapa na cabeça do rapaz .

    _ Espero que eu não tenha que bater em você para que aprenda a ser responsável , não é mais criança Naruto ! Isso são horas de chegar ? !

    _ Eu estava no escritório ! Não atendi o celular porque queria me concentrar , nem imaginava que você poderia vir pra cá !

    A mãe lançou outro tapa , dessa vez mais forte .

    _ E você acha que eu não fui até lá verificar ? ! Sinceramente você não tem jeito !

    _ Mãe olha , não vamos brigar , faz tempo que não nos vemos !

    Num instante a ruiva abraçou o pescoço de sua cria desabando em chorar , o mesmo tentava entender os fatos já que sentia uma certa tremedeira vindo de sua mãe , eis que ai vemos o primeiro medo e preocupação de Naruto : " Seus pais sempre estarão bem , nunca passaram nenhum problema para enfrentar , principalmente de saúde ! " mas ..... digamos que não vai ser bem assim ; Tudo que o loiro podia fazer naquele momento era retribuir o abraço aconchegante de sua única protetora , uma sensação que ambos não sentiam fazia uns longos meses atrás já que a distância era muito grande para encontros simplesmente casuais .

    _ O que foi minha mãe ? _ Perguntou tenso o rapaz , ajudando a ruiva a se sentar novamente _ Por que não me avisou que viria , assim teria lhe esperado desde ontem , não teria nem saído de casa !

    _ Não pensei em avisar mais cedo , só queria te ver e saber que está bem !

    _ Eu sei que você sempre se importou muito comigo , mas por que essa preocupação tremenda do nada ?

    _ Vim... Não... Na verdade viemos , eu e seu pai retornamos para o Japão ontem mesmo _ Kushina soprava as palavras como se fossem bolas de sabão preste a estourarem antes mesmo de saírem dos lábios _ As coisas não estão como antes !

    _ O que aconteceu ? Vocês estão pensando em separar ?

    _ Antes fosse , Naruto !

    _ Então o que é ? Diz logo mãe , estou ficando preocupado com suas palavras !

    Kushina enxugou os olhos com pressa em se acalmar , assim que se sentiu muito culpada pela preocupação do filho que para ela ainda tinha dez anos e necessitava somente de amor e carinho , não de experiências exclusivas dos temidos adultos que vindo cedo destroem a infância por completo ; Quando sentiu que era a hora de desabafar , segurou o rosto de sua criança para argumentar :

    _ Seu pai vem tendo uns desmaios constantes e me escondia isso , foi quando percebi que ele estava começando a delirar também , vendo tudo isso o empurrei para um médico , ele disse que precisaria fazer uma bateria de exames e não estava sendo nada otimista com nós ; Me veio todos os medos do mundo na cabeça , resolvi vir de volta para o Japão sem ele fazer os exames tão importantes...

    _ Cadê meu pai ? Me leve até ele eu quero vê-lo ! _ Naruto pulou do sofá com as mãos na cabeça se agitando cada vez mais , o coração não diminuía o ritmo acelerado para que o rapaz se acalma-se , como eu disse antes e repito seus pais sempre estarão bem e nunca passaram por problemas mas... Talvez sua maior tribulação está por vir em um estalar de dedos destruindo sua armadura de ferro tão forte , com isso vieram as lágrimas em olhos secos que não as sentiam desde a verdadeira infância quando seu pai se acidentou com o carro recém comprado _ Como ele ta , mãe ?

    _ Agora ele ta bem meu anjo ! Não se preocupe !

    _ COMO PEDE PARA QUE EU NÃO ME PREOCUPE ? Depois de dizer tudo isso ?

    _ Viu , Foi por medo dessa reação que não lhe contei antes !

    _ E como esperava que reagisse em ? ! NADA , NADA , NADA pode acontecer com o meu pai , senão eu me mataria !

    _ NÃO FALA ISSO NUNCA MAIS ! _ Kushina abraçou sua cria pelas costas tentando absorver a tristeza para si mesma _ Seu pai vai ficar bem ! Tenho certeza disso meu amor !

    _ Me leve até ele ! _O loiro se soltou de sua mãe com força quando se deu conta do medo assombroso que o rodeava para o arrastar nas profundezas , até o sono tinha dado uma trégua e não tinha previsão de voltar _ Vamos , mãe !

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Hina se retirava de um banho demora e quentinho enrolada numa toalha branca sem detalhes , pegou a roupa mais confortável que achou no guarda-roupa pequeno no canto menos iluminado pela luz acesa do corredor , assim que se deitou agarrou o travesseiro junto do choro como se fossem sua querida mãe a confortando dos medos ; Hinata vivia já fazia muito tempo na cidade com Sakura , sua mãe era do interior onde o clima era leve e calmo como nunca se viu na cidade grande por conta da agitação que permanecia perturbadora . Ao chegar em Tókio sem ter nenhuma noção da grande diferença entre o lugar que cresceu , a moça teve de conter sua personalidade forte ao notar que sendo pobre e sem nenhum dinheiro teria de aguentar a desaforo e a ignorância de todos para que conseguisse um trabalho e assim conseguir pagar a faculdade à distância , o que não era nada fácil de suportar pois todos a olhavam diferente por conta de sua simplicidade o que com o tempo foi mudando para seriedade , o contato de vez em quando com sua mãe a confortava mas nunca relatava suas dificuldades com o medo de que a preocuparia muito ; Dessa vez não seria diferente das outras , a verdade ficará escondida até o tempo por si só contar e isso pode não demorar muito para acontecer e lhes garanto que não será nada fácil de ser superado... a confiança só se perde uma vez .

    Nem se deu ao trabalho de abrir a janela para ver o dia pois a cortina preta permanecia fechada , a cama parecia a abraçar forte junto com o cobertor quentinho e aconchegante o que a fazia sentir rancor da noite anterior e tudo envolvendo " Aquele " babaca ainda sem nome e face nítida , a vida de antes trazia lágrimas de saudade junto com uma tremedeira e a famosa pergunta " Por Que ? " o que fiz para isso acontecer tão de repente . O dia todo se passaria ali naquela cama que lembra o amor materno distante para Hinata .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Naruto e sua mãe chegaram ao hotel em que Kushina e o marido eram hóspede , assim passando pela recepção para receber a autorização de subir , não demorou muito para pegarem o elevador que levaria até o décimo andar . O loiro abriu a porta esperando encontrar seu pai todo animado de sempre mas por conta dos calmantes foi exatamente o contrário , chegou a ter pontadas no coração de tanto medo e preocupação pelo grande pai , a sensação de Naruto em cada passo que se aproximava era de desespero profundo ao ponto de sair lágrimas com a visão do futuro ; Minato estava sentado em uma poltrona preta inclinada e virada para a janela meio aberta , o olhar fundo e carente de emoção para o nada sem nem ao menos notar o filho se aproximar com calma e beija-lo no rosto dando um abraço em seguida . O rapaz se ajoelhou aos pés de seu pai , segurando o choro para perguntar :

    _ Como você está , meu pai ?

    Minato virou seu rosto bem devagar , isso fez o rapaz desconfiar ainda mais de que sua mãe escondia tudo isso há mais tempo do que havia dito e muita coisa permanecia escondida , a aparência de seu pai estava totalmente debilitada e frágil dando a impressão de uma enfermidade muito pior .

    _ Filho ? Quando você voltou para a casa ?

    _ Vim cuidar de você pai !

    _ Você viu aquele rato correndo bem ali ?

    Foi ali , naquele momento que o loiro presenciou seu castelo ameaçar de desabar bem diante de seus olhos , seu amado pai ainda jovem que parecia invencível delirar com a realidade e dizer coisas fora de contexto de uma forma tão natural . Naruto se levantou e encarou sua mãe que fitava o chão com o olhar fundo , a mesma também estava com uma aparência acabada por conta da preocupação que vinha tendo com seu amado marido .

    _ Mãe.... Por que fez isso comigo ?..... Você mentiu , me esconde isso que vem acontecendo faz tempo !

    _ Naruto eu mesma não sei lidar com mentiras , mas tente entender que eu conheço muito bem o filho que tenho , sabendo o quanto você ama seu pai , escondi para ver meu amado filho sorrindo por mais tempo ! Vocês são tudo para mim !

    _ Eu não consigo entender em que parte desse plano você realmente pensou em mim , tudo que eu to sentindo agora é dor... Você ganhou minha raiva e revolta !

    _ EU NÃO PODIA TÁ ! Todos os médicos que levei ele até agora avisam para me preparar para os resultados dos exames....

    _ Faz quanto tempo que tudo começou ?

    _ Dois anos !

    _ Então sempre que ligava e pedia para falar com meu pai e você dizia que ele tava ocupado no escritório era por que tava delirando ?

    Kushina respondeu com lágrimas ao se sentar no chão frio , assim que Naruto viu que não teria resposta algum deu um soco com a mão direita no abajur ali perto , enquanto o objeto se espalhava pelo chão sangue escorria em sua mão . Minato segurou a mão esquerda de seu filho antes de perguntar :

    _ Filho , você tá triste comigo ?

    O loiro se ajoelhou novamente encostando a cabeça no colo de seu pai que permanecia sentado , a voz de choro era evidente .

    _ Não Pai.... Claro que não ! Eu amo muito você !

    _ Você quer jogar bola ?

    Kushina se levantou para correr até a cozinha , assim que chegou lá desabou de chorar no chão num desespero muito grande que a fez machucar sua testa sem a mesma notar , o medo do amanhã era tão grande que a fazia querer perder a própria vida de qualquer forma mas que a tirasse daquela dor infinita , sentia a culpa agora ainda maior de esconder a verdade .

    Eis que ai vemos o destino começar mudar para o lado de Naruto sua armadura de inabalável já estava no chão , podendo ser atingido até mesmo por um coelho acanhado em seu canto , se a verdade sobre a doença de seu pai tivesse sido informada antes nada teria acontecido na noite anterior ; Escolhas diferentes levam a caminhos diferentes e isso se tornara cada vez mais claro para o rapaz .

    Naruto permanecia chorando descontroladamente no colo de seu protetor que agora necessitava de proteção , Minato o olhava sorrindo sem nenhuma noção do que estava acontecendo para que as pessoas mais importantes de sua vida discutissem em sua frente , isso fazia cada vez mais a dor no peito do rapaz sem limites em parar .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Hinata fitava o teto do quarto como se fosse seu porto seguro da onde não queria sair ainda , sabia que cedo ou tarde teria de acordar para a realidade e ir em busca de seguir sua vida suportando o passado e pior , esconder o tempo todo de Sakura o que realmente aconteceu naquele dia .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Sasuke se preparava para pegar o carro na garagem do prédio e seguir com seu mal humor tremendo para o escritório , bufava desde que tinha saído de sua cama ao se lembra de que veria seu irmão demonstrar que era o queridinho de seu pai nos negócios . Quando desativou o alarme do veículo para poder entrar olhou para o relógio que marcava dez horas , estava atrasado duas horas para a reunião que o fez perder o sono todo na noite anterior , ao abrir a porta ouviu alguém chamar , era seu pai que se aproximava a cada passo ; Há alguns meses que ambos não entravam em contato , sempre que isso vinha a acontecer uma discussão inevitável surgia do nada para tirar todos do sério e assim dividir a família novamente , Sasuke sempre era considerado o imaturo com suas decisões mesmo tendo vinte e quatro anos não era levado a sério por seus pais , a atenção da família em geral era para Itachi no auge de seus trinta anos que é considerava o gênio da casa ; Essa mesma obcessão dos pais que trouxe um ódio crescendo cada vez mais no coração dos dois irmãos , e garanto que isso não ira terminar nada bem .

    O moreno encarava seu pai quando ficaram de frente um para o outro , a sensação era daqueles filmes de faroeste quando os oponente se cumprimentavam para começar o duelo , só que em vez de arma usaram suas línguas afiadas prontas para atacar sem dó . Sasuke ainda curioso , exclamou :

    _ Itachi não disse que você viria , Pai !

    _ Itachi não sabe que estou aqui ! Vim para conversar especialmente com você , vamos tomar um café ? !

    _ Se for para me dar outro daqueles sermões , esquece ! Preciso ir trabalhar !

    _ Trabalhar ? Se você estivesse realmente esforçado em seu desempenho na empresa , Chegaria na hora certa . Se for para mostrar sua irresponsabilidade assim , tenha a decência de nem ir até lá !

    _ O que o fez vir aqui ? Acredito que não seja para se certificar de que sou pontual !

    _ Tem algo que preciso que faça !

    O rapaz olhou para o alto como que procurando por algo .

    _ Será que vai chover ? Não porque para você vir até mim sem antes procurar o Itachi , é algo inacreditável sem dúvidas !

    _ Sabe muito bem que detesto esse seu sarcasmo idiota , por esses entre outros motivos que te considero uma criança !

    _ Quem está sendo sarcástico aqui é você ! Me fazendo essa brincadeira de que " Precisa de mim " , vou trabalhar !

    Assim que Sasuke deu um passo para avançar o pai o segurou pelo pulso esquerdo , dando a entender que realmente poderia não ser uma brincadeira e sim algo sério .

    _ Minato está doente !

    O moreno arregalou seus olhos negros ao ouvir tais palavras como forma de espanto , esperando que tivesse entendido errado , mesmo tendo ouvido tão claramente , o rapaz perguntou :

    _ Qual Minato ?

    _ Qual Minato ? ! O pai do Naruto é claro , você conhece algum outro ? !

    _ Como soube disso ?

    _ Kushina veio me pedir conselhos de como contar ao filho sobre a doença do pai . Uma hora dessas ela já deve estar no Japão , ou seja , Naruto já deve saber !

    _ Pai , te conheço muito bem , sei que não gosta do Minato então o que faz aqui ?

    _ Agora é nossa chance !

    _ De que ?

    _ Tomar tudo o que eles tem !

    O rapaz olhou o homem em sua frente como se fosse um estranho o incomodando com um assunto muito delicado , um quebra-cabeça todo confuso começava a tentar ter forma em sua mente para montar o plano , aparentemente nada bom , de seu querido pai . Sabe , devo alertar que Fugaku tomará gosto pela dor aleia , logo confirmaram que não estou blefando em relação a isso . Sasuke cruzou os braços para se recusar a pensar nesse interesse repentino de seu pai que nem ao menos liga para saber como andava sua existência , agora aparece do nada como que se importasse com o caçula de uma hora para outra é muito estranho de fato , o moreno arqueou a sobrancelha direita para perguntar :

    _ E eu com isso , não estou interessado !

    _ Como você é lerdo Sasuke ! É obvio que se estou aqui é porque conto com sua ajuda para que se conclua meu plano .

    _ Entendi ! Eu fico com o trabalho sujo e Itachi com a glória , que coisa não ? !

    _ Itachi tem o senso de justiça muito alto , o que as vezes me irrita , por esse motivo não o informei ainda .

    _ E por que você acha que eu aceitaria fazer isso com o meu......

    _ Melhor amigo desde criança ! Eu sei , mas você sabe muito bem que estamos enfrentando uma crise terrível , eles não iram nos ajudar se caso a empresa declare falência , o que não está muito longe de acontecer se enrolarmos mais !

    _ Não sei !

    O pai se aproximou um pouco de sua cria .

    _ Pense bem se quiser me impressionar ! Aceitando , me ajudará onde nem mesmo o Itachi conseguiria , raciocina meu " Filho " ! Naruto deve estar tão transtornado que vai assinar qualquer papel sem examinar , confiando em você .

    _ Me de dois dias para pensar !

    Assim que se pronunciou , o rapaz puxou a porta do carro recém aberta , dando a partida em seguida sem se manifestar outra vez . O " Pensar " de Sasuke tem outro significado para o mesmo : Verificar se Naruto merece ou não .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Naruto e Kushina passaram a manhã cada um em seu canto como tratado de paz em suspender as brigas por um tempo determinado , somente assim se teria uma trégua para descansar os pensamentos confusos ao ponto de se dialogar com mais calma, o que pode não dar muito certo se for usada as palavras erradas . O loiro se levantou do colo de seu pai depois de um longo tempo apenas se lamentando, assim que Kushina ouviu o barulho da porta se abrindo correu até a sala para impedir , perguntou ao filho com a voz falha :

    _ Onde vai ?

    _ Não é da sua conta !

    A mãe se aproximou , gritando :

    _ COMO ASSIM NÃO É DA MINHA CONTA ? ! Eu sei que está com raiva de mim , mas pelo que eu sei ainda sou sua mãe , então pelo menos me respeite !

    _ Você não merece respeito , não da minha parte !

    _ MEDE SUAS PALAVRAS COMIGO , NARUTO !

    _ Mãe , você ainda não entendeu ? ! Não quero nem olhar na sua cara , e tem mais , se vir a acontecer o pior com o meu pai é melhor você orar muito para que isso não se concretize de fato , porque senão pode começar a dar adeus para mim também !

    _ Você acha que sou a culpada pela doença do seu pai ? ! Olha aqui moleque , nos últimos meses só consigo dormi a base de calmantes , nada mais me preocupa além de você e do seu pai , ainda assim me ofendi dessa maneira ? !

    _ Não estou dizendo que você o fez ficar doente ! Mas sim que se tivesse me dito desde o início , eu não estaria com ódio de você !

    _ Você nunca entende , você não tem filho para saber como é !

    Uma pequena pausa : " Se ela soubesse da maior , essa afirmação não estaria ai de forma alguma ! " . O loiro voltou ficando de frente para sua mãe , apertando a mão esquerda que segura sua jaqueta .

    _ Esse é seu problema , achar que eu nunca vou entender . Tenho VINTE E TRÊS ANOS , então acho que posso muito bem entender o que uma doença pode fazer ! ENTÃO CALA A BOCA E ME DEIXA SAIR !

    Nesse momento foi inevitável o rapaz escapar de um tapa no rosto bem dado vindo da ruiva , o som ecoou pelo cômodo alugado de poucos móveis como se fosse aplausos vindo do nada , Kushina se conteve para não desferir outro bem merecido em sua cria para que aprendesse a respeitar . Adivinha o que o mesmo fez ? O que todos fazem na hora da raiva : Magoar profundamente quem o ofende !

    _ Porque você não MORRE ? ! Tinha que ser meu pai ?... Some de uma vez e ME DEIXA EM PAZ !

    Assim que se defendeu , o rapaz bateu a porta de saída com tanta força que o barulho fez alguns hospedes saírem para ver o que estava a acontecer , Kushina por sua vez ficou literalmente de boca aberta sem querer acreditar no que tinha ouvido , o diferencial dessa vez é que nem conseguia chorar de tão grande que foi o choque para seus ouvidos que até aquele momento seu querido filho só era amor para com a mesma . Essa não foi , não será , a última vez que o loiro ira magoar profundamente sua querida mãe , sinceramente as próximas podem ser piores no meu ponto de vista .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    O prédio de quinze andares da empresa dos Uchihas , que trata de transportes em geral , era longe de ser o mais luxuoso e grande do centro de Tókio mas tinha seus atrativos , como a fachada impecável com uma pequena fonte de uma sereia rodeada de rosas vermelhas em volta , no fim da tarde parecia mágico de se admirar e ficar ali só matando o tempo ; Assim que Sasuke chegou , depois de um tempo fazendo paradas com o carro para tentar refletir na proposta de seu pai , saiu do veículo decidido a não aceitar pois isso ia contra todos os seu princípios em relação a sua amizade com Naruto . Mesmo sendo clara a traição se isso tudo vier a tona , o lado do moreno que deseja a aceitação de seu pai , ainda está aberto a negociações para aceitar essa oferta basta espera para saber quem vai vencer , se é o orgulho ou a amizade .

    Assim que entrou de fininho em sua sala , logo descobriu que não estava sozinho e que Itachi o encarava com a sobrancelha esquerda arqueada , o mais velho nem esperou que seu irmão se sentasse para dizer :

    _ A reunião era oito da manhã , não da noite Sasuke ! Acho que você deve ter entendido errado !

    _ Não entendi errado , apenas não queria olhar para a sua cara tão cedo !

    _ Agindo dessa maneira , ainda quer ser reconhecido ! Mas eu sei em qual categoria você sem dúvidas tiraria o primeiro lugar !

    _ Qual seria ?

    _ A de péssimo funcionário !

    _ Dá um tempo ! Conversar com você me faz querer vomitar !

    _ Pode vomitar a vontade depois de me passar os papéis da contabilidade !

    _ Sou advogado , gênio , não contador !

    Itachi suspirou para desistir da guerra e sair da sala sem se pronunciar outra vez , missão impossível era de ter um diálogo fácil com seu irmão caçula sem possuir sete pedras nas duas mãos , quando envolvia bebida até pratos já voaram pelos ares ; Não deu cinco minutos , e Naruto abriu a porta sem bater :

    _ Sasuke , preciso falar com você !

    _ Precisa aprender a bater antes , isso sim !

    _ Relaxa , não vim aqui pra te arrastar para uma balada , mas sim pedir um conselho !

    Quando viu o amigo desabar em lágrimas , que o Uchiha se deu conta de que caso aceitasse o plano deixaria uma enorme ferida incapaz de ser fechada , a amizade ira se desfazer como um cubo de gelo no fogo . Mesmo sabendo do que ocorria com o pai do loiro , Sasuke tentava perguntar o que acontecia como disfarce no entanto parecia que sua boca tinha colado , mas com muito esforço conseguiu se pronunciar :

    _ O que tá.... acontecendo , Naruto ?

    _ Meu pai......

    _ O que tem o seu pai ?

    O loiro se sentou de lado na mesa , enquanto o moreno permanecia em pé .

    _ Parece que ele..... tá morrendo !

    _ O que ele tem , pra você tá afirmando isso ?

    _ Não sei , mas tudo indica isso !

    _ Talvez seja nada grave !

    _ O pior é que..... só de pensar nessa hipótese , minha cabeça parece que vai explodir e eu sinto uma vontade imensa de me matar.... Não consigo raciocinar direito !

    Sasuke ficou apenas calado em seu canto , esperando que aquele momento de desabafo terminasse logo para que sua mente pudesse parar com a confusão que se formava , essa vontade vinha devia a ânsia de contar tudo sobre o que seu pai planejava durante esse momento difícil , mas... por mais forte que fosse esse desejo , não contará , quem sabe um dia talvez.....

    Dez minutos se passaram sem alguém se pronunciar ou algum individuo entrar na sala , enquanto Sasuke planejava em sua cabeça como sair dali sem parecer que está fugindo , o som do relógio e dos soluços do amigo eram os únicos ouvidos naquele enorme sala sem muitos detalhes . Quem tomou a iniciativa de encerrar a conversa foi Naruto , que saiu da sala sem dizer uma só palavra , mas não por que estava bravo com o Uchiha , mas sim pelo fato de que queria ficar ao lado de seu pai todo o tempo que fosse possível para tentar amenizar a falta de dois anos longe . Abrindo a porta de trás por engano de sua atenção distraída , se deparou com um crachá no banco , ao pegá-lo na mão viu que estava escrito " Hinata Hyuga " e assim foi a primeira vez , de muitas , que se lembrou de Hinata ; A sensação que o rapaz tinha era a de pegar um pecado em mãos , mas não pense que ele tenha se arrependido do que fez.... ainda não . Nem o mesmo conseguia identificar o misto de sensações , por conta de uma forte dor de cabeça se aproximando rapidamente , olhava fixamente para a foto simples no crachá enquanto tremia por alguma razão . As nuvens dançavam sobre o céu azul como uma canção bem lenta que chega a dar sono , isso se devia a elas se prepararem para logo descarregar sua tristezas , no dia seguinte para ser mais exata .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    No dia seguinte Hinata se forçou a sair da cama para despertar rumo a vida que se segue , a primeira coisa que fez foi olhar para o céu chuvoso e aconchegante que se iniciava , talvez todos saibam que a chuva leve é o melhor calmante natural que existe mas também pode ser meio perigoso para quem está num poço sem fim . A moça fez um café forte acompanhado de um bolo de abacaxi feito no dia anterior por Sakura , depositou tudo em cima da pequena mesa de duas cadeiras na cozinha , a morena sentia uma depressão tentar se instalar nela por conta da imensa vontade de chorar toda vez que olhava para a janela . A rosada entrou na cozinha com um " Bom Dia " , sem mais delongas se sentou junto de Hina para comer , o clima parecia de trégua , parecia....

    _ Pensou a respeito de irmos na polícia , Hinata ?

    _ Não tem o que pensar ! Já disse que não vou !

    _ Achei que tinha levantado cedo para isso !

    _ CHEGA ! Não que falar sobre isso !

    Sakura ficou calada e séria em ouvir tais palavras , mas acabou percebendo que não era hora de brigar e ficar emburrada , mas sim de dar apoio .

    _ Ok Hina , não vou perguntar mais ! ... Então qual o motivo de você ter levantado tão cedo ?

    _ Esqueci de contar ontem que pedi o emprego , então vou atrás de outro hoje mesmo !

    _ Não , eu já sabia ! Enquanto você não chegava em casa no horário certo , liguei para o restaurante e me disseram que você foi demitida .

    _ O Gerente era insuportável , mas eu gostava muito tanto de trabalhar lá . Até que tinha um salário bom para um restaurante .

    _ Mais fica pelo menos hoje em casa , assim você relaxa mais !

    _ Ou choro mais ! Infelizmente lágrimas não pagam conta , se fosse assim nem um pacote de arroz eu teria pra pagar e você também !

    _ Nisso você tem razão , Hina !

    _ Vamos comer então !

    Ah um tempo de paz , é o que as duas esperam , pelo menos até o fim do dia sem nenhuma discussão ou reclamação ; O fato é que agora Hinata precisava de um novo emprego para manter a faculdade e suas contas pagas , o problema é que não será nada fácil de achar por conta de ainda não ter concluído a faculdade . A dificuldade maior de arrumar algum emprego vira daqui a dois meses mais ou menos , no momento em que descobre que sua vida ira mudar da água para o vinho . Hinata é gentil e simpática mas sentia uma enorme necessidade de mudar isso , na intenção de não ser abusada novamente como naquele dia medonho , o esforço dessa mudança será tão grande ao ponto da mesma decidir que fechar a porta de seu coração com um cadeado enorme e jogar a chave fora .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Não era nem sete e meia da manhã e Sasuke já estava em sua sala , andando de um lado para o outro procurando o que fazer para assim tirar o foco da sua mente , de arrumar em ordem papéis antigos até repassar envelopes de uma nova entrega para daqui a dois meses ; Ao se sentar em sua cadeira com a cabeça inclinada para cima e de olhos fechados , é que se deu conta de que teria de dar uma resposta a seu velho hoje mesmo , evitando apenas dar rodeios em volta do assunto . Na cabeça do Uchiha ele queria dar essa resposta bêbado , para evitar tanto arrependimento de qualquer que fosse sua decisão , porém seu pai não esperará até o anoitecer ou algo do tipo , pois o mesmo apareceu na sala como um fantasma , assustando o rapaz que sequer ouviu o barulho da porta se abrindo :

    _ Vim saber sua resposta !

    _ A minha resposta é : Bate na porta antes de entrar , por favor ! Sério , eu preciso muito comprar uma placa escrito isso !

    _ Estou com cara de quem está brincando ?

    _ Não , claro não ! Sente-se por favor !

    _ Não da para esperar dois dias , Itachi não vem hoje mas amanhã sim , então não posso perder essa oportunidade !

    _ E como sabe disso ? Se nem mesmo eu que trabalho aqui sei !

    _ Tenho um informante aqui , é melhor você nem saber quem é !

    _ Não me interessa também !

    _ Vamos direto ao assunto , Sasuke !

    O rapaz olhou profundamente para o chão como forma de refletir mais sobre o que estava prestes a fazer com a vida de Naruto , infelizmente sua ambição pela aceitação de todos em sua família tomava posse de uma forma que nem sua amizade era mais forte para combater o que virá pela frente :

    _ Eu aceito . Mas com uma condição !

    _ Qual ?

    _ Se realmente conseguirmos conclui , você terá de mudar a empresa para outro lugar , assim não terei arrependimento e não ficarei olhando para a cara do Naruto !

    _ Aceito sua condição ! Eu mesmo não iria querer ficar aqui e ver eles desmoronando !

    Fugaku apenas apertou a mão de seu filho para firmar o trato , assim levaria dias para preparar os papéis que devem ser assinados pelos Uzumaki , passando " absolutamente " tudo que possuem para os Uchiha .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Dois Meses Depois......

    Hinata : Não conseguia encontrar emprego , apena alguns temporários de dois dias como faxineira , mesmo correndo de um lado para o outro estava realmente difícil sendo assim suas contas estavam cada vez mais atrasadas . Em relação ao estupro , tinha pesadelos constantes que a fazia permanecer acordada o resto da madrugada para não sonhar , as lágrimas não secam de uma forma impressionante . Teve de trancar a faculdade por tempo indeterminado .

    Sakura : Estava tentando fazer dois turnos na conveniência vinte e quatro horas onde trabalha , para tentar ajudar Hina com as contas se esforçava ao máxima mas estava ficando realmente difícil de manter isso , Hinata sentia uma enorme angustia e vontade de contar para a rosada vendo todo o seu esforço mas de fato nada saia de sua boca .

    Naruto : Vivia de olhos inchados andando de um lado para o outro como uma barata tonta procurando seu ninho , quase toda noite sonhava com uma mulher misteriosa puxando sua mão para um belíssimo jardim com flores de todo o tipo . Não comparecia na empresa , nem mesmo em reuniões importantes tinha presença , quem sempre o representava era Sasuke mesmo sendo de um ramo diferente ; Seu comportamento com Kushina não mudou em nada , brigas já faziam parte do dia a dia para essa família desolada . Pensou em Hinata quase todas as noites ao se deparar com a mulher misteriosa .

    Minato : Piorou com os delírios apertando ainda mais o coração de sua família , a mesma estava a espera de resultado dos exames feito dias atrás .

    Kushina : Emagreceu nove quilos devido a montanha de preocupações vindo de seu Marido , e sem dúvidas... do problemático Naruto .

    Sasuke : Abandonou seu posto de advogado na empresa do pai para assim ter tempo para lidar com os papéis que Kushina e Naruto tem que assinar o quanto antes , em seu tempo livre enchia a cara o tanto que aguentasse . O mais estranho vindo de sua parte , era visitar Minato toda semana , na esperança de que ele recupere sua sanidade e assim ser obrigado a desistir de tudo .

    Fugaku : Apenas seguia os passos de Sasuke , também distraia Itachi para não desconfiar de nada ainda .

    Itachi : Vivia dentro da empresa .

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

    Em plena sete da manhã Hinata arrumava sua bolsa para sair de casa , pois tinha pegado um endereço no jornal dizendo que uma mulher necessitava urgente de uma faxineira por conta de ter tido um filho recentemente . Sakura abriu a porta exausta de sua chegado do emprego , se jogou na cadeira suspirando , só depois de cinco minutos fitou Hina arrumando os longos cabelos negros :

    _ Onde vai ?

    _ Adivinha ? !

    Respondeu a moça , toda feliz .

    _ Vai atrás de outro emprego ?

    _ Sim ! Mas este sinto que vou conseguir !

    _ Vai sim , Hina !

    A morena jogou a bolsa azul no ombro esquerdo , correu para dar um beijo em Sakura , no caminho quase tombou para trás assustando a rosada :

    _ O que foi Hina ?

    _ Não sei..... de repente senti que ia desmaiar .

    Hinata encostou na mesa colocando a mão direita na cabeça , sentia uma vontade leve de vomitar . Devo dizer que isso não está sendo causado pelo café da manhã moça . A reviravolta de sua vida completava dois meses de existência....


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!