Você Pertence a Mim

Tempo estimado de leitura: 2 horas

    10
    Capítulos:

    Capítulo 5

    O Jogo

    Linguagem Imprópria

    Boa Leitura.

    S A K U R A

    Hoje era quarta-feira, o grande dia da final da nossa escola Konoha High School contra a escola Hebi High School.

    Eu estava vestida com a roupa da banda, que era composta por uma calça preta, um blazer vermelho de mangas longas e gola alta, com detalhes em dourado nos punhos e no meio da roupa, finalizando com um chapéu branco na cabeça com a aba vermelha com uma fita dourada que ficava entre a parte de cima entre aba. Minhas mãos seguravam dois pratos dourados.

    Eu e o restante da banda estávamos num canto enquanto olhávamos os jogadores de nosso time dando tudo de si, naquela partida acirrada.

    Não falei mais com Sasuke depois de ontem, quando ele me ajudou depois da minha ?linda demonstração? em público. Cara, como eu podia ser tão desastrada? Naquele momento eu queria me enfiar dentro de um buraco e nunca mais sair. Mas o meu lindo salvador, me ajudou a recolher os meus livros do chão que eu havia pegado na biblioteca para estudar para as provas.

    Como ele podia ser tão fofo, tão lindo, tão atencioso, tão lindo, tão inteligente, eu já falei que ele era lindo? Eu sei que sou uma boba apaixonada, mas naquele momento quando nossos olhares se encontraram... sei lá, eu senti alguma coisa de diferente nele. Sasuke estava diferente.

    Ele fitava os meus lábios e sabia que estava vermelha quando percebi aquilo. Mais uma vez ele me fitava daquele jeito, como ele me olhou no parque há alguns dias atrás.

    Naquela hora, sentia que meu coração fosse sair a qualquer momento pela boca, de tanto que ele batia. Será que era imaginação minha, ou Sasuke queria me beijar naquele momento?

    Acho que deveria ser imaginação, pois vamos ser realista; o que Sasuke Uchiha, o garoto mais popular da escola, capitão do time de futebol, lindo, inteligente, gentil, iria querer com uma garota como eu?

    Sei que eu sonho demais, que desejo ele para mim desde o dia que o vi, mas uma hora temos que acordar para vida real. E a minha vida real era; uma garota sem graça, sem vida social, sem amigos - tirando meu amor é claro - que só vive enfurnada em casa estudando.

    Eu era completamente sem sal.

    Por que a vida é tão injusta comigo? Por que eu tenho que ser assim, anormal?

    - Você está passando mal?

    Olhei para o garoto ao meu lado, Kiba era seu nome. Ele estava vestido que nem eu, mas ao invés de pratos que segurava, ele segurava um trombone nas mãos.

    - O quê? - perguntei, sem entender o que ele dizia.

    Kiba revirou os olhos.

    - Eu perguntei se está passando mal?!

    - Não. - franzi o cenho. Aquele garoto era maluco? - Por que está me perguntando isso?

    - Você estava fazendo umas caretas entranhas, parece que está com dor de barriga.

    Senti minhas bochechas ficar quentes. Mas que droga! Nem quando estou com a minha cabeça no mundo da lua, eu tenho que pagar mico? Por que eu sou tão azarada assim?

    Ignorei o garoto ao meu lado e comecei a prestar atenção no campo.

    O jogo estava empatado, dois a dois, só faltavam cinco minutos para acabar o tempo. O nosso time tinha que ser rápido, e fazer uma jogada mestra para desempatar.

    Encontrei Sasuke em seu uniforme de jogador, com um bracelete preto no braço, o que indicava que ele era o capitão. O meu amor estava dando tudo de si, e dava para ver que ele estava cansado. A escola Hebi era muito boa, um ótimo adversário para nossa escola.

    A alguns metros à distância onde eu estava com a banda, estava Ino, vestida com o seu uniforme curtíssimo junto com as outras líderes de torcida. Elas pulavam, balançavam seus pompons, tentavam animar o jogo que estava tenso.

    Voltei minha atenção para o campo a tempo quando vi Naruto tomar a bola do adversário que havia dado mole. O amigo do Sasuke saiu correndo enquanto chutava a bola e desviava de alguns adversários em direção ao gol.

    Sasuke vinha do lado esquerdo, se aproximou de Naruto, que passou a bola para ele, pegando com maestria, e começou a correr com ela, driblando os adversários que estavam o fechando.

    Naruto estava o acompanhando, pronto para receber a bola novamente, e Sasuke o passou. Naruto correu e quando viu que estava sendo fechado mais uma vez, chutou a bola com toda força para Sasuke que recebeu dando uma bicicleta direta para o gol...

    - Goooool...

    O coro foi imenso, quando as arquibancadas tremiam de emoção por ter ganhado o campeonato colegial. Eu comemorava junto aos meus colegas de banda enquanto olhava os outros jogadores do nosso time erguer Sasuke no ar. Eu estava tão feliz por ele ter ganhado, ele treinou muito para isso.

    Os seus amigos o colocaram no chão enquanto uma manada de gente corria em sua direção. Eu era uma dessas manadas que tentava se aproximar, mas estava sendo difícil com toda aquela gente empurrando.

    Um pouco mais a frente, afastados de todos, enxerguei Ino Yamanaka com um cara ruivo e um pouco mal encarado. Gaara, acho que esse era o seu nome. Era o goleiro do nosso time, e estava perto de mais da Ino. Ele passava a mão em seu rosto, parecia que ela estava gostando, mas estava o repreendendo por causa das pessoas ao redor.

    Mas que vadia!

    Eu não acreditava que aquela loira desbotada esteja traindo o Sasuke. Eu tinha ouvido alguns rumores que ela e Sasuke brigaram feio ontem depois que saí do pátio. Disseram que Sasuke a deixou plantada como uma idiota, enquanto ela gritava com ele alguma coisa que não entendi.

    Poxa, os dois sempre brigavam, e sempre reatavam. Isso não era justo com o Sasuke. Ele não merecia ser traído. Ai que vontade de ir lá e dar uns bons sacodes naquela loira de farmácia. Mas para a minha alegria, vi Sasuke se aproximando deles, pegando os "pombinhos" de surpresa.

    Do lugar onde eu estava não dava para ouvir a conversa, mas eu sabia que o Sasuke não iria deixar barato. Ele brigava enquanto apontava o dedo na cara de Ino, mas Gaara empurrou a mão do Sasuke para o lado, o que fez o meu amor empurrar Gaara com as duas mãos, e Gaara o empurrou de volta, com a mesma agressividade. Ino ficou entre os dois para evitar uma possível briga.

    Eu queria ir até lá, mas o assunto não se diz a respeito a mim. Sasuke falou mais alguma coisa, e vi Ino abraçar Gaara, que a retribuiu o abraço. Sasuke saiu de lá, deixando os dois sozinhos.

    O que será que tenha acontecido ali, o namoro daques dois havia acabado. Mas eu precisava saber se era definitivo ou não, e era por isso que eu estava correndo para onde meu lindo príncipe amado estava indo.


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!