Os Cinco Selos

Tempo estimado de leitura: 24 horas

    14
    Capítulos:

    Capítulo 84

    Vibrações

    Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência

    Yo, seres deste planeta (eu acho) que tem a mente poluída semanalmente pela a história que escrevo...

    Pois bem, deleitam-se com cap de hoje

    Boa leitura ^^

    -Despertar: Deus da Fúria.

    As chamas vermelhas do Dante se espalharam. Mais dois braços se formaram abaixo de seus originais, fissuras se espalharam pelo seu corpo, parecendo linhas; dentro dessas fissuras, suas chamas queimavam tão intensamente que parecia lava, e seus olhos ficaram com um vermelho brilhando ainda mais intensamente.

    As chamas se extinguiram, mas o vapor ainda continuava a exalar do corpo do Dante. Seus dois braços originais haviam se regenerado.

    -Apesar dos meus braços terem se regenerado, ainda não estão cem por cento –pensou ele abrindo e fechando as mãos.

    Zazriel observava Dante, temendo-o por ter descoberto seu ponto fraco e, acima de tudo, tê-lo feito sangrar.

    Dante chegou perto de um grande pilar do templo e abraçou-o com os quatro braços. Com uma quantidade considerável de força, ele arrancou o pilar, em seguida, jogou-o em direção ao arcanjo. Zazriel apenas vibrou com sua mão direita, despedaçando todo o pilar. Porém, em meio aos fragmentos do pilar, Dante, utilizando os quatro punhos envolto de suas chamas, acertou Zazriel em cheio, fazendo ele ser arremessado violentamente contra o teto, quebrando-o e fazendo ele voar para fora do templo. Diferente de antes, o dano refletido em Dante quase não surtiu efeito, fazendo-o ser arremessado levemente ao chão.

    No alto e parado, estava Zazriel. O torso de sua armadura prateada havia se desfragmentado, a marca dos punhos do Dante estavam marcando-o. O arcanjo estava enlouquecendo vendo o sangue escorrer pelo seu corpo. Mas, subitamente, ele voltou ao estado normal.

    Zazriel juntou as palmas das mãos, fechou os olhos, inspirou e expirou. Uma energia roxa começou a tomar um forma de um ser atrás dele, um ser apenas um pouco maior e com seis braços, três de cada lado.

    -Isso não é nada bom –pensou Dante.

    O arcanjo desceu em direção ao Dante, quando chegava perto, ele levou o braço direito para trás, fazendo com que os três braços direitos do ser atrás dele fizessem o mesmo, e levou o braço para frente, fazendo com que quatro palmas atacassem o Dante. Jogando-se para o lado, Dante desviou das quatro palmas, que atingiram o chão, despedaçando-o e fazendo com que o templo tremesse. Não dando tempo para Dante reposicionar-se, Zazriel moveu as palmas esquerdas, que, com muito sufoco, Dante desviou.

    Sabendo que o corpo grande e pesado do Dante não facilitava na hora de desviar, e que seu corpo pequeno e leve ajudava na movimentação, Zazriel não parou de pressionar o Dante com múltiplos ataques seguidos. A pressão dos ataques do Zazriel em cima do Dante enfim deu certo, acertando Dante com as quatro palmas direitas, vibrando todo o corpo dele, fazendo ser arremessado violentamente para fora do templo.

    -Quando eu sangrei pela primeira vez, quase entrei em desespero. Mas logo percebi que estava cometendo um equívoco. Até porque, apenas seres do plano existencial morrem por causa de um sangramento –disse Zazriel parado em um degrau da escadaria da entrada do templo.

    -Ótimo. Prepara-se para sangrar muito mais –ameaçou Dante se levantando dos escombros, demostrando que seu torso e seus braços estavam revestidos com escamas vermelhas. Suas unhas estavam envolto em chamas, assemelhando-se a garras; e no centro do seu peito havia uma concentração de chamas, assemelhando-se a um núcleo. –Armadura de dragão.

    Redirecionando as chamas para as pernas, Dante pegou impulso e avançou em direção a Zazriel, acertando-o com os quatro braços, lançando-o violentamente para dentro do templo. Graças a armadura de dragão, seu braços sofreram danos mínimos.

    -Só achei uma forma de derrotá-lo, é a mais dolorosa o possível –pensou Dante.

    Dante avançou em direção ao arcanjo. Rapidamente, Zazriel redirecionou as oito palmas para atacar. Dante utilizou seus dois braços inferiores para defender do ataque, assim, absorvendo todas a vibrações e deixando os dois braços com ossos estilhaçados. Com os dois braços superiores, Dante agarrou os braços do Zazriel, em seguida, chutou o peito dele, fazendo o arcanjo voar longe e, os braços que Dante estava segurando, foram arrancados. As vibrações passada para os braços superiores do Dante não foi intensa, mas, levando em consideração que já não estavam cem por cento, foi o suficiente para deixá-los com ossos estilhaçados.

    Zazriel caiu sentado perto do trono sem seus dois braços. Ele observava o sangue escorrendo pelos degraus do trono. Já que estava sem seus braços, não podia mas emitir vibrações e nem controlar o ser de energia roxa atrás dele.

    -De fato, você não é ser fraco do plano existencial que vai morrer por causa de um sangramento –começou Dante -, mas é um arcanjo traidor que vai morrer por eu ter te surrado. –As chamas vermelhas dele foram concentradas em suas pernas. –Parece que você escolheu o lado errado, Zazriel.

    -Eu... não... me arrepen...

    Dante avançou em direção ao arcanjo e, com a perna esquerda, deu um chute forte e certeiro em seu queixo, quebrando sua mandíbula e fazendo-o subir para fora do templo. Já com sua perna esquerda com ossos estilhaçados, Dante utilizou apenas sua perna direita para pegar impulso e subir para fora do templo.

    Aproximando-se do Zazriel, Dante, com suas chamas vermelhas com brilho forte, concentrou absolutamente toda suas chamas em sua perna direta, deixando o resto do seu completamente desprotegido. Quando chegou próximo do arcanjo, Dante girou seu corpo, parecendo um tornado vermelho, e acertou Zazriel com um chute o mais forte o possível em seu peito. Com o contado da perna com o peito do Zazriel, as chamas do Dante se espalharam de forma alarmante, e o arcanjo foi lançado para baixo agressivamente, deixando apenas o rastro das chamas vermelhas para trás.

    No instante em que Zazriel chocou-se contra o chão, não foi o suficiente para parar, assim, ele perfurou o chão do templo e começou a cair do céu. Com o impacto violento contra o chão, todo seu gigante templo começou a desmoronar. Mas, antes mesmo do arcanjo chegar ao chão, ele já estava morto. O chute do Dante foi tão forte que fez o peito do Zazriel desfragmentar tanto por dentro quanto por fora, matando-o instantaneamente.

    Agora, Dante caiu em cima dos destroços do que antes era um templo. Todos seus quatro braços completamente feridos, igualmente a suas pernas, mas, principalmente, a sua perna direita, que quase foi arrancada de seu corpo. Dante havia saído do seu Despertar, e toda a dor que sentia em seus braços inferiores foram repassados para seus braços originais superiores.

    -Acho que vou ficar deitado e imóvel por um bom tempo –pensou Dante tentando suportar a dor e manter a consciência. –Talvez eu pegue no sono.

    Continua <3 :p


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!