my love

  • Hidemi Taichou . Atualizada 9 meses
  • Capitulos 1
  • Gêneros Romance e Novela

Tempo estimado de leitura: 8 minutos

    18

    Capítulos:

    Capítulo 1

    finalmente

    Hentai

    Capitulo especial 

    Ao sentir uma mão tocar seu ombro souko se vira e sente suas pernas ficarem bambas, seus olhos logo se enchem de lagrimas, o belo homem de cabelos azuis pediu silencio para ela, a mesma concorda com um pequeno assento. Após yukari jogar o buque e amu pegar, aruto sussurra para souko 

    -vamos sair daqui?....

    Novamente souko apenas assente, os dois saem, aruto segurava sua mão firme, como se ela fosse solta-lo a qualquer momento. Aruto a leva para o estacionamento, ele abre a porta do passageiro e souko entra, o violino que ele carregava vai parar no banco traseiro. Ele começa a dirigir e pela primeira vez souko fala algo 

    -aonde estamos indo?...... 

    -pro hotel que estou hospedado, acho que temos algo pra conversar 

    Souko assente novamente, o resto do percursso foi silencioso, ao chegarem no hotel aruto ajuda souko a sair do carro e enlaça seu braço na cintura da bela mulher loira fazendo-a corar, eles passam pela recepção e sobem direto para um dos ultimos andares. Ao entrarem no quarto aruto solta a cintura se souko

     -quer alguma coisa?- aruto pergunta enquanto andava pela sala 

    -não, obrigada.... 

    Souko se senta no pequeno sofa que havia na sala

     -por que voltou?.....

    Aruto suspira, ele senta no braço do sofa que souko estava sentado 

    -você sabe o por que de eu ter feito a viagem certo? 

    Souko assente 

    -você toca a musica pelo mundo inteiro para abrir o coração das pessoas.... 

    -sim, eu toco para poder abrir o coração das pessoas, para que suas tristezas sejam purificadas. Mas eu precisava voltar aqui 

    -por que?... 

    Aruto se ajoelha em frente a souko e segura suas mãos 

    -por que a minha fechadura sempre esteve aqui... e eu ja não aguentava mais ficar tão distante de vocês... 

    Souko não aguenta e abraça fortemente aruto fazendo-o cair no chão juntos, ela não consegue segurar suas lagrimas

     -desculpe ter demorado tanto pra voltar... 

    Aruto passava a mão pelo cabelo de 

    souko, seu outro braço a apertava contra ele, a saudade e o amor emanava dos dois, logo os labios deles selam um beijo cheio de paixão ardente 

    -como eu senti sua falta.... 

    Lagrimas de felicidades caiam sobre o rosto de aruto, um enorme sorriso de felicidade se estendia pelo de souko. Aruto se senta calmamente com souko em seu colo, ele passa os polegares pelas lagrimas da loira 

    -não precisa mais chorar.... agora eu não vou ficar longe de você... 

    Aruto segura souko calmamente em seu colo, a mesma fica com o rosto tingido levemente de vermelho (n/a:minhas fics não podem faltar hentai yehy!). Ele abre um porta que leva para um pequeno quarto, logo o corpo de souko é depositado calmamente na cama 

    -souko... o kazuomi tocou em vo... 

    Logo ele é interrompido por um tapa na cara 

    -na-na-não me pergunte coisas assim! 

    O rosto de souko pareçia um tomate, mas aruto a encara seriamente, ele deita souko ficando por cima dela 

    -por favor souko me responda..... eu irei me culpar o resto da minha vida se ele te tocou uma unica vez.. 

    Souko vira ainda corado 

    -não.... ele tava muito ocupado com a presidencia da easter, nosso casamento foi so no cartorio, não tivemos nenhum contato intimo... 

    Aruto suspira aliviado, ele se aproxima calmamente do pescoço de souko e começa a fazer pequenas trilhas de beijo, a loira corava de leve e segurava a camisa que aruto usava, o mesmo solta uma leve risada ao ver a timidez de sua esposa

    -o que foi souko? Ja fizemos varias vezes... 

    -a-agora é diferente... aahh 

    Souko solta um leve gemido ao sentir aruto morder seu pescoço, o suficiente para ficar uma marca vermelha 

    -nada mudou.... eu contino amando você, e você a mim. Nada mais importa numa relação... 

    As mãos de aruto descia lentamente o casaquinho que souko usava por cima de seu vestido rosado vermelhado, ela ainda segurava a camisa dele o impedindo de completar o trabalho 

    -souko..... por que esta tão timida? 

    A voz sussurrada no ouvido faz souko sentir um pequeno frio na espinha

    -be-bem é-é que ja faz tempo desda ultima vez e-e-e bem meu corpo mudou um pouco e.... 

    Ela é interrompida quando aruto sela seus labios com os dele, sua lingua vai vagamente invadindo a boca de sua mulher, os braços dela se enlaçam no pescoço de aruto, os dois travam um batalha entre suas linguas. Ao começar sentir a falta de ar eles se separam, aruto leva suas mãos até a fina alça do vestido de souko e o abaixa expondo os seios fardos, ele sorria com malicia (n/a: tal pai tal filho kkk) e logo começa passar a lingua em volta do seio direito de souko, sua outra mão apertava lentamente o mamilo do outro seio dela fazendo-a arquear as costas de leve e soltar um leve gemido timido, ela segurava os cabelos de aruto e o puxa para selarem os labios novamente, dessa vez ela entra no comando invertendo suas posições, sua lingua travava uma batalha intensa com a de aruto, sua mão entra por baixo da camisa e vai arranhando de leve seu peitoral, ja as mão de aruto passiavam lentamente pelo corpo de souko se livrando do vestido que a mesma usava. Quando lhe resta apenas a calcinha aruto inverte as posições voltando ao dominio, ele encara por alguns segundos a sua esposa ofegante com as bochechas tingidas levemente de vermelho, logo seu olhar desçe para a calcinha preta com pequenos laçinhos azuis 

    -souko eu vou amar olhar seu guarda roupa novo... 

    Aruto solta uma leve risada ao ver o rosto de souko voltar a timidez, ele leva dois dedos e penetra souko por cima da calcinha mesmo fazendo-a se contorcer com um longo gemido 

    -tão molhada.... 

    Aruto retira a calcinha de souko e joga para algum canto do quarto, ele a penetra com 2 dedos enquanto mordiscava um dos seios dela, souko podia sentir a excitação de aruto contra si, ela arranhava suas costas enquanto se contorcia ao sentir os dedos dele fazendo alguns movimentos bruscos 

    -a-aruto... e-eu não consegu.... 

    Souko é interropida quando o orgasmo lhe atinge em forte, aruto sorri satisfeito enquanto lambia os dedos melados pelo mel de souko 

    -você continua doce como sempre...... 

    -a-aruto por favor...... eu preciso de você......... 

    Ao ver o rosto de sua esposa transbordar excitação aruto não aguenta e se livra de sua calça e cueca, a penetrando em seguida. Os corpos dos dois se chocavam um contra o outro, o calor emanava dos dois, aruto segura a mãos se souko e os dois atingem ao ápice, ele seita de lado e a abraça 

    -souko, aqueles dois... será que me perdoariam? 

    -o ikuto-san e a utau-chan?

    Aruto assente

    -aruto... o ikuto-san te ama, e a utau-chan também, eles só são um pouco teimosos

    -eu tenho medo de eles me rejeitarem

    Aruto esconde a cabeça no pescoço de souko

    -aruto... olha se o ikuto-san não te amasse você, ele não sairia do país dele, do lado da garota que ele ama só pra ir procurar você, a utau-chan não fala muito mais concerteza ela te ama muito

    Souko se vira e fica de frente para aruto, ela segura as mãos dele

    -assim como eu te amo...

    Aruto sorri docemente

    -eu te amo muito...

    Os dois passam um tempo em silêncio apenas curtindo um ao outro 

    -ne souko...

    -sim?

    -vamos fazer de novo?

    E a noite termina com um belo tapa

    No dia seguinte, souko convence aruto a ir pra casa ver seus filhos

    -pronto, fica aqui que eu vou chamar as crianças

    -souko espera eu ainda não estou...

    Souko fecha a porta na cara de aruto

    -pronto...

    Na sala ikuto e utau estranhavam o chamado urgente de souko

    -por que a mamãe nos chamou? Eu tenho um ensaio daqui a pouco

    -eu queria ver a amu, meu vôo sai amanhã

    Souko chega na sala

    -crianças desculpem deixar vocês esperando, vamos agora

    Souko pega ikuto e utau pela mão e os arrasta até o quarto dela

    -mãe o que a senhora ta

    Souko abre a porta, os dois se assustam com a imagem do homem na frente deles

    -er... olá?

    Aruto os cumprimenta meio sem jeito e envergonhado, mas é surpreendido quando utau pula encima dele o abraçando com força

    -papai...

    Pequenas lágrimas rolavam do rosto da garota

    -utau...

    Aruto a abraça como se ela fosse um diamante preciso prestes a se quebrar

    Ikuto fica sem jeito, até que souko o empurra na direção do pai, aruto puxa ikuto para um abraço meio sem jeito. Souko deixa cair algumas lágrimas ao ver que sua família estava unida

    Um tempo depois utau cancela o ensaio e vai encontrar o kukai, depois ikuto vai para o aeroporto cancelar sua passagem e ir para a casa de amu. Enquanto isso aruto olhava a casa pensativo

    -aruto algo de errado?

    -vamos mudar de casa... agora

    Souko arregala os olhos se assustando

    -mas por que?

    -eu me recuso a ficar numa casa que outro homem comeu bebeu e dormiu na cama que eu vou usar

    -ma-mais nós não temos dinheiro e...

    -eu tenho dinheiro suficiente com meu trabalho na orquestra, vamos vender os móveis e essa casa também

    Aruto a arrasta da casa, e em menos de 1 semana eles estavam numa casa nova, agora ikuto tinha conseguido um emprego na mesma orquestra que aruto, os dois curtiam um tempo de pai e filho agora

    Souko estava radiante, pois agora sua família toda estava unida...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!
    Compartilhe