Os Cinco Selos

Tempo estimado de leitura: 24 horas

    14
    Capítulos:

    Capítulo 81

    Vingança

    Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência

    Yo, como passaram o ano novo?

    O meu foi em casa com minha família bêbada... normal.

    Boa leitura ^^

    Caindo como se fossem meteoros, os selos, envolto de suas respectivas chamas, pousaram no meio de todos aqueles anjos e errantes. As chamas deles se espalharam exuberantemente pelo local, então eles começaram a atacar.

    Não muito distante, Edward e Uriel vinham caminhando lentamente enquanto os anjos, ao perceberem os dois, abriam alas para passarem. Quando chegaram em um distância boa para não serem atingidos pelo confronto, Uriel parou e olhou para um anjo próximo a ela.

    -Onde está o Tyrael?

    -Tyrael foi... –o anjo foi interrompido pela explosão de chamas verdes da Pietra. –Foi capturado.

    -Capturado?! Por quem?

    -Miguel e Natanael.

    -Mas que droga!

    Uriel mordiscou o lábio de raiva. Edward suspirou e deu um tapa no ombro dela.

    -Quando acabarmos com este confronto, decidimos o próximo passo –sugeriu Ed.

    -Tudo bem –concordou Uriel mais aliviada.

    -Segura meu sobretudo –disse Ed retirando sua vestimenta.

     Edward liberou suas chamas azuis, transformou Lizzie em foice e avançou no meio do confronto.

    Os selos estavam obliterando os anjos em combos perfeitos. Enquanto Kleist usava sua magia para emergir lâminas pontiagudas do chão, assim, deixando seus inimigos imóveis, Dante utilizava sua extrema força bruta em seus braços para finalizar os inimigos. Enquanto Aiken deixava os inimigos pesados e lentos, Pietra utilizava sua força junto com seu machado pesado para destroçar os inimigos ao seu alcance. E os inimigos que sobravam, Edward, com sua velocidade elevada junto a sua foice afiada, cortava-os em pedacinhos sem nenhuma dificuldade.

    Os anjos traidores, quando mortos, ao invés de brilharem, estavam sangrando, mas por causa do calor da batalha, os selos não percebiam isso.  Os errastes tinham suas viseiras e sangue espalhados pelo chão e pelas lâminas, manchando-as.

    Os anjos aliados só podiam observar boquiabertos enquanto os selos destroçavam uma horda inteira de inimigos sozinhos. Exceto Uriel, pois já estava acostumado com a violência deles.

    Agora, os cinco selos encostaram as suas costas uma na outra.

    -Isso não tem fim? –Perguntou Pietra enquanto movia seu machado destroçado cerca de dez anjos e errantes em um só golpe.

    -Por que? Não me diga que já está cansadinha –provocou Dante lançando um turbilhão de chamas vermelhas com seu braço esquerdo, incinerando todos que foram atingidos.

    -Cansada? Longe disso!

    -Que bom, pois ainda temos que ensinar boas maneiras para esses anjos –brincou Edward enquanto girava sua foice e a jogava em seus inimigos, divididos vários anjos e errantes em dois.

    -Até que tá legal, mas tô com muita preguiça –lamentou Aiken enquanto usava suas chamas prateadas para espremer os anjos e errantes contra  o chão.

    -Está um saco. São fracos demais –resmungou Kleist empalando diversos errantes e anjos com suas múltiplas lâminas emergindo do chão.

    Enquanto quase todos os selos se divertiam com a chacina, um raio caiu bem no meio do palco da guerra, espalhando pequenos e inofensivos raios pelo chão e causando um grande estrondo. Todos foram surpreendidos, mas Edward, que abriu um sorriso, já sabia o que era aquilo. Então, ele disse:

    -Tudo em seu tempo, né... VASH?!

    Quando os raios pararam de ofuscar, eles puderam enxergar o Vash. Ele estava usando um manto negro com manga curtas, os raios não paravam de passar pelo seu corpo e envolta dele. Vash olhou para os selos, demonstrando seu olhos completamente azuis de pura energia, e, ainda se mantendo de costas para eles, abriu um sorriso.

    -O sexto selo, Vingança, que age independente dos outros cinco, apresenta-se para a guerra.

    O braço direito do Vash ficou com coberto pelo seus raios azuis, então ele disparou uma descarga elétrica em direção aos errantes perto dele, matando mais de cem. Percebendo que era inimigo, os anjos e errantes começaram atacá-lo. Vash abriu os braços, os raios começaram a passar entre eles e, em cada mão, uma lança de raios começou a ser formada. Depois de formada, Vash atirou as lanças elétricas nos errantes que estavam indo atacar ele pelos lados, dessa forma, empalando qualquer um dos errantes que estivesse no caminho.

    Vash desapareceu e reapareceu ao lado dos selos.

    -Eu não posso matar os anjos –disse ele.

    Os selos se assustaram ao perceber que Vash estava ao lado deles, pois não tinham nem percebido que ele havia se movido.

    -Pode deixar que nós acabamos com  eles então –decidiu Ed.

    Sumindo novamente, Vash voltou para o confronto.

    -Essa velocidade é insana. Nunca irei ser tão rápido –pensou Edward completamente impressionado.

    Os selos liberam suas chamas e partiram para o ataque. Para Vash era fácil não atingir os selos e os anjos, porque, em sua visão, eles estavam mais lentos que uma tartaruga.

    Vash passava entre os selos e anjos como se fosse um raio. Com seus braços envolto em raios, atingia certeiramente os pontos vitais dos errantes em sua volta. Os errantes sequer tinham tempo para perceber que iriam ser atacados, consequentemente, muito menos para ter alguma reação.

    Os selos continuavam com o seu mesmo combo, eliminando brutalmente qualquer anjo que é considerado inimigo. Eles não se preocupavam em economizar força com medo de acertar Vash, pois sabiam que isso era impossível de acontecer.

    Os anjos aliados, assim como Uriel, assistiam boquiabertos aquele... confronto? Não sei se pode chamar aquilo de confronto, pois era uma massacre total que os selos estavam fazendo.

    Quando, enfim, as chamas e os raios se extinguiram, aquele massacre finalmente havia acabado. Os selos, levemente ofegantes, aproximaram-se do Vash, que não estava nem um pouco cansado.

    -Pelo jeito a guerra de que você havia me avisado era essa. O que veio fazer aqui? –indagou Ed para Vash.

    -Por causa de um assunto critico, uma informação e uma curiosidade.

    -Três coisas? Você só vinha com uma –observou Pietra.

    Vash deu uma pequena risada.

    -Pois é. –Ele olhou serio para eles. –A primeira coisa é a crítica. Esses monstros que tem lâminas ao invés de braços e corpo parecido com boneco de pano, vocês o chamam de errantes, certo? Enfim, eles não são desta linha temporal, são de outra.

    Todos pareceram surpresos, exceto Aiken.

    -Ganância usou a espada do Lúcifer para criar uma fenda e entrar em outro mundo? –perguntou Aiken.

    -Exato. E se vocês não fecharem a fenda, essa linha temporal pode desaparecer. É bem simples de entender o porquê: essa linha temporal já tem um traçado até o final, e os errantes não faziam parte ela. Logo, essa é a maneira de resolver o “erro”, explodir e começar de novo. Isso se aplica a mim também. –Ele fez uma pausa. –Mas a única maneira de manter a fonte aberta é com almas humanas, e vocês já mataram Azrael, o único que podia fazer isto. Porém, não significa que a fenda vá fechar rapidamente.

    Os selos assentiram com a cabeça confirmando que haviam entendido.

    -A informação vale para você, capitão. Quando estiver em apuros, relaxa, alguém vai aparecer.

    -Deus? –perguntou Dante.

    -Talvez seja Deus, talvez não. Quem sabe? Eu sei. Mas isso não posso contar.

    -E o curiosidade? –Perguntou Ed.

    Vash foi se distanciando deles.

    -Que bom que perguntou, pois é referente a você novamente, capitão. De todas as milhares linhas temporais que visitei até agora, todas tinham algo em comum: você sempre está vivo. Gostaria de saber o porquê, pois tenho quase certeza que você sabe.

    -Quem sabe? –Disse Ed sorrindo.

    Vash suspirou.

    -Rancoroso. Tenho que ir, até outro tempo.

    -Pera! Por que seu cabe...

    -Meu cabelo é branco porque os raios em meu cérebro envelheceram meus pelos. E não, não sei o porquê o seu é branco.

    -Como...

    -Porque em todas as linhas temporais você me pergunta isso!

    O brilho dos raios os ofuscaram novamente, então Vash sumiu.

    Continua <3 :p


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!