Os Cinco Selos

Tempo estimado de leitura: 24 horas

    14
    Capítulos:

    Capítulo 24

    Gindeon

    Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência

    Yo, acabei de perceber que ontem só foi feriado para qm morava em Vila Velha, Es. HAHAHAHAHA

    Mas rlx, essa quinta tem feriado.

    Boa leitura ^^

    – Vocês acreditam tanto na sorte assim? – perguntou Mika.

    – Com certeza – responderam os quatro.

    – Mika, você nunca acerta a previsão de chegada. Você disse que chegaríamos em dois capítulos, mas levamos três – observou Liz.

    – É porque eu não esperava que quatro idiotas comessem frutas venenosas e que fossemos pegos para virarmos banquete de carrancos – retrucou Mika irritada.

    – Deveria – disseram os quatro.

    – Controle-se Mikaela, você não pode matar nenhum dos quatro – pensou ela, contento sua raiva.

    – Não estou sentindo nenhum demônio, Ed – comentou Liz.

    – Ótimo. Vamos logo, nosso tempo é curto. Temos que comer rápido – disse Ed.

    – Comida! – disseram os selos.

    – E o Fome? – perguntou Mika.

    – Tinha me esquecido dele – resmungou Ed.

    – Como você esqueceu a razão de termos vindo aqui?

    – Que tal procuramos ele enquanto comemos? – sugeriu Pietra.

    – Ótima ideia – concordou Ed. – Agora vamos.

    – Parece que o foco deles é comer – dizia Mika para Dante – Vocês não estão preocupados?

    – Claro que estamos, assim como todos os humanos estarão ao saber sobre o renascimento do Bahamut. Por isso mantemos a calma, se não mantermos a calma e derrotar Bahamut, mais ninguém vai conseguir fazer isso – esclareceu Dante.

    Então, os cinco idiotas seguiram para a cidade de Gindeon, que estava alguns metros dali.

    O fluxo na entrada da cidade era alta, havia várias pessoas entrando e saindo. Todos eles pensavam que quando entrassem, a cidade iria ser obscura e com um fedor horrível de terra, mas a realidade foi outra, a cidade era muito bem iluminada por causa de vários cristais no teto, eram iguais os cristais da dungeon e a do colar da Mikaela. Ao ver as barracas de comida, eles desceram a escadaria correndo e foram direto a elas.

    – Finalmente – disseram os quatro babando olhando para à comida.

    – Nem pensar! Temos que achar o Fome primeiro – interrompeu Mika.

    – Ela tem razão – disse Ed em um tom triste.

    – Ela tem razão? – perguntaram os selos espantados.

    – Eu tenho razão? – perguntou Mika espantada.

    – Sim. Tem.

    – Capitão, você está bem? – disse Pietra dando leves tampas no rosto dele.

    – Claro que não está! Pegue comida para ele rápido! – exclamou Mika.

    – Ei, capitão, não perca a sanidade agora! –falou Dante.

    – Ed, não morra – Liz estava começando a chorar.

    – DA PARA PARAR VOCÊS QUATRO? – vociferou ele irritado. – Liz, onde ele está?

    – Para lá – ela apontou para a direita.

    Então, eles seguiram para direita. Estavam sempre atentos ao seu redor caso os demônios tentassem alguma emboscada, mesmo com a Liz não sentindo nenhuma presença. Ainda mais porque não sabiam quais poderes os demônios poderiam ter.

    Eles viraram algumas vezes e percorreram em alguns becos, até que chegaram ao seu destino.

    – É aquele – confirmou Liz apontando para um homem.

    Ela apontou para um homem alto, porém magrelo, ele tinha uma pele mais morena, tinha um grande afro, uma barba bem rala e tinha olhos prateados. Ele estava trabalhando em uma barraca de comida, servindo muitas pessoas.

    – Então aquele é o Fome – observou Ed.

    – Ele está trabalhando? Não imaginava que algum de vocês iriam trabalhar – disse Mika.

    – Eu trabalhava. Eu roubava pessoas, mas trabalhava – explicou Dante.

    – Você era um ladrão? – perguntou Mika.

    – Não necessariamente... – Dante fez uma pausa. –Sim, eu era.

    – Não importa – interrompeu Pietra. – Temos que pensar em como falar com o Fome sem chamar atenção. O que acha, Ed? – Ela olhou para trás procurando-o. – Onde está o capitão?

    – Ali – apontou Dante.

    Edward e Lizzie estavam indo em direção aonde o Fome estava. No lugar em que Fome estava trabalhando havia algumas pessoas sentadas, mas eles estavam no centro da cidade, então havia muitas pessoas passeando por ali.

    – ED! Não faça isso –vociferou Mika, mas Ed respondeu com um sorriso maquiavélico. – Maldito, ele está fazendo isso de propósito.

    Edward se aproximou do Fome e disse:

    – Yo, Fome, você vai achar estanho – dizia Ed aproximando a sua mão –, mas toca aqui.

    – Isso é estranho – disse Fome. – Mas tudo bem.

    Fome tocou na mão do Edward, em seguida, chamas prateadas tomou conta da barraca, quase queimando as pessoas que ali estavam. As chamas dançavam enquanto se extinguiam aos poucos, ao se apagar por completo, Fome estava pelado, enquanto Edward e Lizzie estavam queimados.

    – Esqueci que suas chamas me queimam – disse Ed cuspindo fumaça.

    – NOS queima! – vociferou Liz irritada e puxando o cabelo do Ed.

    – Capitão, Lizzie! –Exclamou Fome confuso.

    – Yo. Não temos muito tempo, então vamos logo chutar a bunda de demônios.

    – Tá bom. – Fome se virou para um homem que estava próximo. – Houts, onde estão minhas katanas?

    – Embaixo do balcão – respondeu ele assustado.

    – Valeu – agradeceu Fome pegando as katanas. – E mais uma coisa, Houts, eu me demito. Vou acabar com uns demônios.

    – Boa sorte – respondeu Houts ainda assustado.

    Eles saíram da barraca, do que havia sobrado dela na verdade, e foram em direção aonde os três estavam.

    – E aí, Fúria, Peste – cumprimentou Fome.

    – Fome! – Pietra o abraçou.

    – E você é? – perguntou ele olhando para Mika.

    – Mikaela.

    – Ela é confiável – afirmou Dante.

    – Bom, se a Peste não matou ela até agora, deve ser mesmo.

    – Isso é reconfortante – disse Mika. – E que ideia foi aquela, Edward? Era para não chamar atenção, mas agora todo mundo está olhando para a gente!

    – Foi mal, deveria pensar mais em meus atos – disse Ed ironicamente.

    – Ela é sempre assim? – sussurrou Fome para Ed.

    – Não... é pior.

    – É melhor irmos comprar roupas, já que Fome está pelado e a Pietra também precisa – sugeriu Liz.

    – Pietra? – perguntou Fome.

    – Todos temos um outro nome aqui... eu sou o Dante.

    – Edward.

    – Pietra.

    – Eles me chamam de Afro – disse Fome.

    – Isso não é bem um nome, é sobre seu cabelo – explicou Mika.

    – Sim, eu sei. Mas eu quero ter um nome também.

    – Máquina Mortífera? – sugeriu Ed.

    – Destruidor Sadista? – sugeriu Liz.

    – Quebra Ossos? – sugeriu Dante.

    – Carniceiro? – sugeriu Pietra.

    – Eu gostei do Destruidor Sadis-

    – Nem pensar! – vociferou Mika. – Certo... que tal Aiken?

    – Que nome bosta! – disseram os quatro.

    – Até que eu gostei. Vai ser Aiken mesmo!

    – Resolvemos um problema, só falta as roupas. Aiken não pode andar pelado por aí. Mas tem um problema, não temos dinheiro – disse Mika.

    – De boa, eu tenho – sorriu Aiken.

    Então, eles foram comprar as roupas.  Pietra escolheu um short, blusa preta com resistência ao fogo e um tênis qualquer. Já o Aiken, comprou uma calça, uma blusa com uma caveira estampada resistente ao fogo e um chinelo. Porém, eles tiveram que sair correndo pois não tinham dinheiro

    – COMO VOCÊ CONSEGUE ESQUECER QUE SEU DINHEIRO QUEIMOU JUNTO COM A ROUPA? – vociferou Mika.

    Aiken ficou quieto.

    – Você não pode falar nada, Mika, ou já esqueceu que também tivemos que correr porque você também não tinha?– disse Ed.

    – Fica quieto, Ed.

    Sem ter dinheiro, eles tiveram que ir comer no antigo lugar que o Aiken trabalhava, ou o que sobrou do lugar. Houts, que era dono do lugar, não se incomodou e deixou eles comerem. Após contar a história deles e deixarem o Houts quase em estado de falência, eles decidiram ir embora da cidade logo.

    Continua <3 :p

    Curiosidades:

    Aiken: Ele é o Fome, segundo selo, cuja a cor das chamas é prateada, e a propriedade do seu fogo ainda é desconhecida. Ele tem um cabelo afro negro, tem um metro e oitenta e cinco de altura e utiliza duas katanas negras como armas.

    (Capítulo Remake)


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!