Meu sangue em seu coração

escrita por Alinitry
  • Finalizada
  • Capitulos 2
  • Atualizada há muito tempo
Gêneros Ação, Aventura, Fantasia, Romance e Novela, Vampiro

Tempo estimado de leitura: 17 minutos

    Não recomendado para menores de 12 anos

    Capítulos:

    Capítulo 2

    Uchiha Sasuke

    Heterossexualidade

    Assim que acabou a terceira aula, segui os outros alunos para a cantina. Encontrei Naruto e os outros do Clã, sentados em uma enorme mesa. Fui até eles, me sentei e disse:

    - Como vocês estão?

    - Bem e você Sakura? - Disse Tenten.

    - Bem.

    Ela continuava igualzinha, com o mesmo penteado de quando criança, dois coques e uma franja. Lee me disse com um sorriso malicioso:

    - Está mais gata Sakura-chan...

    Apenas sorri para ele, Shikamaru me perguntou:

    - Está gostando da escola?

    - Sim... "E muito mais agora, depois de conhecer o Sasuke” - Pensei.

    - Que bom que você voltou Sakura. Todos sentimos muito a sua falta! Não vai acreditar quando vir o tamanho que o Akamaru está!

    - Também senti falta de vocês.

    Naruto olhou para mim e perguntou:

    - Não vai comer nada?

    - Não estou com fome.

    Olhei para a porta e vi Sasuke entrando acompanhado da loira e de um menino que se parecia muito com a Hinata e ela. Olhei para o Naruto e disse:

    - A Hinata é muito legal.

    E a mostrei, todos ficaram inquietos e continuei:

    - Ela me disse que te conhecia.

    Ele ficou em silêncio, e Kiba disse nervoso:

    - Por acaso, você anda se relacionando com eles Naruto?!

    - Só fiz um trabalho com ela.

    - É melhor ser isso mesmo, o que o Clã diria se você...

    - Chega Kiba. Isso não é assunto pra ser dito aqui. - Disse Tenten, tentando acalmar os dois.

    Naruto simplesmente se levantou e disse:

    - Você não sabe de nada, para ficar aí nervosinho.

    E saiu nos deixando ali tensos, eu não entendi nada. Mas pude perceber que eles não gostavam da Hinata e muito menos de seus amigos. Resolvi ir atrás do Naruto e disse me levantando:

    - Vou ver se trago o Naruto de volta.

    Sai a procura dele, não foi difícil achá-lo. Ele estava sentado em um banco perto do jardim da escola, resolvi me aproximar e perguntei:

    - Está tudo bem, Naruto?

    - Sim Sakura, só que às vezes o Kiba me irrita.

    - Não entendi muito bem, mas percebi que eles não gostam da Hinata.

    Ele me olhou e disse sério:

    - Tudo isso é por causa da história de nossos clãs, eles são rivais. A maioria ainda é. A Hinata é a única que presta deles.

    - Por que diz isso?

    - É um longa história.

    - Certo, quando quiser contar me conte.

    - Está bem, não vai gostar da história. Por isso não vou contar.

    Queria saber o motivo, mas não queria forçar nada com o Naruto. Então ficamos ali falando de coisas tolas. A minha próxima aula era de inglês seria junto do Naruto e da Hinata. Sentei ao lado do Naruto e da Hinata, ela olhou para ele e perguntou sorrindo:

    - Está melhor, Naruto-kun?

    Ele sorriu para ela e respondeu:

    - Sim estou muito bem, e tudo graças a você.

    Ela sorriu mais ainda, tinha quase certeza que ela gostava dele. A aula começou e assim que bateu o sinal Naruto saiu correndo para a próxima aula, se lembrou que não tinha feito o trabalho que era para ser entregue hoje. Sai da sala acompanhada por Hinata, eu queria perguntar sobre o Sasuke, mas não tive coragem. Assim que chegamos na sala três ela me disse:

    - Eu fico por aqui, até amanha Sakura-chan!

    - Até...

    Fui para minha sala e me sentei em uma carteira no fundo, enquanto colocava meu caderno na mesa senti um cheiro delicioso... Olhei e o vi vindo se sentar do meu lado. Ele sorriu para mim e disse enquanto se sentava:

    - Nos encontramos de novo.

    - É...

    Seu olhar me envergonhava, não tinha coragem de olhar para ele. Ele disse puxando a carteira para mais perto:

    - Não pude me apresentar mais cedo, sou Sasuke Uchiha.

    - Prazer, Haruno Sakura.

    - Seu nome tem tudo a ver com você, seus cabelos são ainda mais belos que essa flor... E seus olhos verdes, como uma pedra de esmeralda.

    Sentia meu rosto arder a cada palavra que ele dizia. Ele continuou:

    - Me desculpe se te deixo constrangida...

    - Não ligue...

    E eu sorri, ele me deixava mais apaixonada a cada momento. Ele ainda falou:

    - Hinata me disse que você é filha do Jiraya, não é isso?

    - Sim, Hinata é um doce.

    - Nem todos os Hyuugas são, o primo dela Neji já é bem frio.

    - Pensei que fossem parentes, me enganei.

    - Não tenho parentes na escola, meus pais foram mortos e desde então vivo com meu tio, Obito Uchiha e sua esposa Rin. Então Kakashi se uniu à família, os Hyuuga depois e a Ino. Essa é historia...

    - Sinto muito pelos seus pais...

    - Faz muito tempo, não se importe com isso.

    - Entendo...

    Ele era perfeito. Quanto mais o olhava mais me encantava! Ele sorriu para mim outra vez e disse:

    - Também percebi que é amiga do Uzumaki.

    - Sim, Naruto e eu somos amigos desde crianças. Sempre fomos muito unidos...

    - Ele e seus amigos não gostam de mim, então acredito que eles não vão gostar que sejamos amigos.

    Ele estava certo, percebi isso naquela hora assim que o Kiba disse aquilo ao Naruto. Porém eu não podia me afastar dele, algo me atraia até ele e eu não sabia o que era. Então eu disse:

    - Eu não me importo, eu escolho meus amigos.

    - Que moçinha rebelde você é.

    Ele sorriu assim que disse isso.

    - Gosto de pessoas como você...

    Ele ia continuar mas a loira nos atrapalhou de novo dizendo:

    - Pelo visto se interessou pela nova aluna...

    Ele olhou para ela com um olhar de indiferença e retrucou:

    - Por acaso está com ciúmes Ino?!

    - Não seja tolo, só me preocupo com suas amizades.

    Realmente comecei a odiar a tal de Ino, me olhava com raiva e se achando a melhor e eu não gostei disso. Ela ainda perguntou:

    - Não vai se sentar ao meu lado hoje?

    - Não poderei, aqui está mais interessante.

    Ela não gostou da resposta e disse indo se sentar:

    - Entendo, Sasuke-kun...

    Ele voltou os olhos para mim e disse:

    - Não ligue, a Ino sempre foi irritante. É uma boa amiga, mas também uma excelente inimiga.

    - Vou acreditar em você.

    Uma dúvida me irritava, ela era sua namorada ou ex? Eu tinha que descobrir! Meu coração não agüentaria esperar mais, então perguntei:

    - Sua namorada deve ter ficado irritada.

    - Não, ela é somente uma amiga muito próxima. Ino não tem nada que me interesse, mas você...

    Aquelas palavras me fizeram ir às nuvens, mas o professor chegou e não podemos mais conversar...

    Assim que o sinal tocou arrumei minhas coisas e comecei a andar e ele veio junto comigo e disse:

    - Queria te pedir uma coisa.

    Olhei animada e disse:

    - Peça...

    - Quer sair comigo amanhã a noite?

    Meu coração quase parou, ele estava me convidando pra sair com ele?! Ele me olhou nos olhos e perguntou impaciente:

    - Não vai me responder?

    - Claro que eu vou...

    - Ótimo amanhã a gente combina tudo.

    E ele me deu um beijo no rosto e saiu da sala. Não acreditava no dia que tinha tido, meu coração estava a mil por hora eu estava me apaixonando por ele só podia ser... Ele era perfeito e me convidou pra sair...! Não podia ser melhor! Aquilo tudo só podia ser um sonho e se realmente fosse eu jamais queria acordar...

    Meus pensamentos foram cortados pela voz do Naruto e da Hinata que conversavam no corredor. Me aproximei da porta e pude ouvir.

    - Pude ouvir a conversa e sinto muito que tenham brigado com você por minha causa...

    - Não se importe com isso, você é minha amiga agora e nada vai mudar isso! Sou eternamente grato a você.

    Vi ela sorrindo para ele e dizer:

    - Obrigada por isso, mas é melhor mantermos distância... Não quero lhe causar problemas.

    - Já disse que não me importo... - Disse ele dando um belo sorriso à ela.

    - Eu me importo, é melhor eu ir. Até logo Naruto-kun...

    Hinata se sorriu um sorriso triste e o deixou sozinho, Naruto a olhava ir embora pensativo. Resolvi ir até ele e disse:

    - Naruto...

    Ele me olhou assustado e disse:

    - Me assustou Sakura-chan.

    Sorri pra ele e perguntei:

    - Vamos pra casa?

    - Sim...

    Queria entender tudo que tinha ouvido hoje, mas parecia que ficava mais confusa. Só tinha certeza de duas coisas, os Clãs de caçadores odiavam o Sasuke e sua família e eu estava começando a gravar seu nome em meu coração... Se tivesse que escolher entre eles e Sasuke não saberia o que escolheria. Naruto estava calado o caminho todo, aquilo no recreio o incomodava e imagino que muito mais agora depois que Hinata disse que era melhor ficarem longe. Queria poder ajudá-lo mas não queria que ele descobrisse que eu ouvi tudo. Chegamos a minha casa e convidei:

    - Não quer ficar para o almoço?

    - Não posso Sakura-chan. Prometi ao meu pai que treinaria com ele, ele não me dá sossego. - Disse ele rindo.

    - Está bem, deixa pra próxima.

    - Sim. Amanhã a gente se vê.

    Ele me deu um beijo no rosto e saiu correndo...

    Entrei e encontrei meu pai na sala lendo algum livro, apenas disse à ele:

    - Oi...

    - Oi, rosada.

    Subi para meu quarto e me joguei na cama pensando em Sasuke Uchiha, estava ansiosa para o dia de amanhã. Sair com ele seria tudo, imaginava aonde ele me levaria... Só poderia ser um lugar lindo, já que ele era tão romântico e gentil! Fiquei a tarde toda pensando no que vestiria e como faria minha maquiagem, eu tinha que estar perfeita.

    ***

    A noite estava perfeita e Tenten andava pela floresta. Estava próxima ao lago quando ouviu um estranho som entre os arbustos e disse pegando sua espada da bainha:

    - Saia! Eu sei que está ai!

    Ele apareceu andando calmamente e disse com um sorriso de deboche:

    - Parece que você adora me caçar Tenten...

    Ele desapareceu e Tenten sentiu ele aproximar a sua boca em seu ouvido e dizer:

    - Você fica linda assustada.

    Ela se afastou dele e disse colocando a espada em seu peito:

    - Eu nunca teria medo de você.

    - Então porque tenta arrumar uma desculpa para me matar, se sabe que não pode fazer isso pois uma guerra iria começar?

    - Eu sei bem disso, e não te devo explicações. Suma da minha frente antes que eu faça o que tenho vontade há muito tempo.

    - Você sabe que nunca teria coragem... - Disse ele se afastando da lâmina da espada.

    - Não duvide do que eu posso fazer.

    - Não duvido de sua força, mas sim de seu coração.

    E ele desapareceu entre as árvores, Tenten olhava para direção que ele havia ido e disse:

    - Serei eternamente grata à você, Hyuuga Neji. Eu sei que sabe disso.

    Ela guarda a espada e começa a andar outra vez...


    Somente usuários cadastrados podem comentar! Clique aqui para cadastrar-se agora mesmo!

    Comentários via Facebook (beta)

    Compartilhe